Cassilândia, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018

Últimas Notícias

13/08/2009 09:30

Manoel Afonso - Brasileiro: povo sem memória

Manoel Afonso

“Tenho comigo de que o povo não vota mais em nenhum de nós” – vaticinou o senador Sérgio Guerra – referindo-se a péssima imagem que o Senado tem passado à opinião pública. Ledo engano dele! Não há com que se preocupar; o eleitor brasileiro é despido de certos sentimentos e valores usuais em outros países tradicionais. Aqui vivemos ainda na época das capitanias hereditárias.
Não faz muito tempo que estourou o escândalo envolvendo Renan Calheiros e hoje ele está aí – firme forte, dando as cartas e posando de paladino e emissário do Planalto. Seu prestígio é tamanho que acabou de ganhar concessão de emissora de rádio em Alagoas. Uma espécie de retribuição pelos relevantes serviços prestados.
Collor de Mello (“O Soberbo”) é outra figura! Saiu escorraçado do Palácio do Planalto e hoje já está à vontade para discursos e “lições de conduta” contra gente da imprensa e colegas de parlamento. Pertence à tropa de choque de Lula, certo de que o povo não se lembra mais de suas declarações “naquela” campanha presidencial.
Mas eles não são os únicos privilegiados pela “aminésia cívica” enraizada em nossa cultura. Sinceramente: Jânio Quadros merecia voltar à prefeitura de São Paulo após renunciar a presidência, decepcionando toda a nação? O que dizer então do incorrigível Paulo Maluf (padrinho do 2º casamento de Collor) após tantas falcatruas? João Paulo, Zé Genoino e tantos outros que foram flagrados na conduta ilegal, deram também a volta por cima e desfilam nos corredores do poder.
Conclui-se assim que políticos agem desta maneira por acreditar em duas verdades bem brasileiras: a certeza da impunidade – (pelas leis que eles fizeram), e a completa desmemorização da maioria da sociedade. Com isso, as portas do eleitor continuam abertas para os políticos, acompanhados de promessas e brindes diversos como materiais de construção, remédios, quitação de prestações atrasadas, dentaduras, laqueaduras, etc.
Imaginar que tenhamos protestos e atos públicos contra a conduta da classe política é como acreditar em Papai Noel. O último político que demonstrou certo sentimento de vergonha foi Getúlio Vargas com sua discutível atitude. Sarney espera ainda ser canonizado como padroeiro do Maranhão e Collor de Mello sonha voltar ao Palácio do Planalto nos braços do povo como o “Salvador da Pátria”.
Num país onde tudo é possível, ainda sobrevive a apatia – infelizmente! Depois reclamamos dos argentinos. De leve...



Manoel Afonso
Acesse meu blog www.manoelafonso.com.br











O Cassilandianews não se responsabiliza por artigos com autoria

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 23 de Maio de 2018
Terça, 22 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)