Cassilândia, Domingo, 19 de Maio de 2019

Últimas Notícias

28/03/2019 09:40

Mandetta quer legalizar 2 mil médicos cubanos

Correio do Estado

 

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse , durante audiência na Comissão de Assuntos Sociais do Senado, que sua pasta pretende legalizar a situação dos cerca de 2 mil médicos cubanos que ficaram no Brasil após a ilha abandonar o Programa Mais Médicos, em novembro do ano passado. A medida, explicou, faz parte de uma proposta que deve ser enviada ainda em abril para o Congresso e deve alterar a legislação sobre o programa.

O Mais Médicos foi criado em 2013 na gestão da ex-presidente Dilma Rousseff e contava com uma parceria entre o governo brasileiro e o cubano, que mandava profissionais para o interior do Brasil. O programa foi alvo de Jair Bolsonaro, ainda como presidente eleito, que prometeu impor uma série de medidas à continuação dos profissionais País, o que fez Cuba abandonar o programa. Cerca de 8,5 mil médicos cubanos deixaram o País. "Nós devemos ter uma proposta de como que essas pessoas podem se reencontrar com a sua profissão, legalizados, e poder exercer sua profissão, já que eles são muito mais vítimas dessa negociação que foi feita entre países, do que propriamente atores de algum ato que os colocasse dentro do País em situação irregular", disse.

Mandetta afirmou ainda que os cubanos que permanecem hoje no Brasil "numa condição de exilados" trabalham em secretarias de Saúde, atuando como balconistas em farmácias e como agentes comunitários. "Talvez eles possam legalizar sua situação profissional."

Ele disse ainda que o governo pretende mandar em abril uma proposta para o Congresso para "revitalizar" e "reformular" o Mais Médicos. "Mas sem perder seu objetivo, que é de combater a desassistência (...) e atuar áreas de difícil provimento (de profissionais)."

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 18 de Maio de 2019
09:00
Santo do Dia
Sexta, 17 de Maio de 2019
09:00
Santo do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)