Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

27/12/2003 09:48

Mal da vaca louca pode derrubar preços , diz consultor

Gustavo Bernardes/ABr

O mal da vaca louca, detectado nesta semana no estado de Washington (EUA), pode fazer cair os preços da carne bovina no mercado internacional. A avaliação é do ex-presidente da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes Industrializadas (Abiec), Ênio Marques, atualmente consultor no segmento agropecuário.

Segundo ele, o Japão é um dos poucos países onde o consumo deve cair um pouco, enquanto o preço da carne aumenta. “No curto prazo, o impacto imediato será uma busca maior pelo frango e por suínos”, disse. Para o consultor, o episódio da vaca louca aguçou a percepção dos países compradores de carnes sobre a segurança do produto.”Mais do que nunca, vamos ser obrigados a demonstrar análises de risco e prová-las”, afirmou.

Marques alertou que os governos terão que se preocupar mais com a segurança sanitária dos rebanhos, enfatizando a transparência e a rastreabilidade do produto. “A vaca contaminada de Washington só foi detectada por causa da rastreabilidade do animal. Eles sabiam onde estava o animal, sua origem e dados completos”, disse.

De acordo com Marques, a consolidação do Brasil no mercado internacional da carne se dará quando o país erradicar os problemas sanitários que ainda preocupam o mercado internacional, como a febre aftosa, por exemplo. A doença impede que países como Japão e Coréia do Sul – que cancelaram as compras de carnes dos Estados Unidos – importem carne do Brasil. “Essas exigências são boas, mas ao mesmo tempo são ruins para aqueles países que não têm as questões sanitárias em ordem”, completou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)