Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

21/01/2004 13:58

Mais um ano de prazo para as empresas se adaptarem ao CC

Agência Senado
Cassilândia NewsCassilândia News

Nesta quarta-feira (21), durante a primeira reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) nesse período de convocação extraordinária, foi aprovado relatório favorável a projeto de lei da Câmara dos Deputados (nº 113 de 2003) que estende de um para dois anos o prazo para entidades civis, como associações, sociedades, fundações e também empresas adaptarem-se ao novo Código Civil. A matéria está agora pronta para exame no Plenário do Senado, de acordo com o presidente da CCJ, senador Edison Lobão (PFL-MA).

O senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA), ao ler o relatório do projeto, cujo autor é o senador Marcelo Crivella (PL-RJ), reforçou a necessidade de haver uma emenda de redação na proposta, mudando a palavra empresários por empresas. O texto original dá mais um ano para “empresários” adaptarem-se às mudanças. O senador acredita que o certo seria conceder o prazo para as empresas. Durante a discussão da matéria, Antonio Carlos defendeu que mais projetos sejam examinados durante a convocação extraordinária do Legislativo.

Na justificação do projeto, o relator Marcelo Crivella destacou ser muito curto o prazo de um ano, previsto inicialmente no novo Código Civil, para adaptação das entidades civis à determinação que seus atos constitutivos - como transformação, incorporação, fusão ou cisão - passem a ser regidos pela nova lei. Por isso, defendeu a aprovação do projeto, que dá um total de dois anos - um além do já concedido no Código - para essas modificações entrarem em vigor.

Durante a discussão do tema, o senador Demóstenes Torres (PFL-GO) considerou importante conceder esse ano adicional para adaptação ao novo Código Civil. O senador Jefferson Péres (PDT-AM) apoiou emendas de redação melhorando o texto e o senador Pedro Simon (PMDB-RS) lembrou a importância do projeto que atinge muitos setores, inclusive religiosos. O projeto original que veio da Câmara é de autoria do deputado Pastor Francisco Olímpio.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)