Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

28/02/2011 10:06

Mais dois lisímetros vão subsidiar zoneamento agrícola em MS

Silvia Borges

Mais dois lisímetros de pesagem, utilizados para determinar a demanda hídrica das culturas, foram instalados na Embrapa Agropecuária Oeste, em Dourados, MS, nesta sexta-feira, dia 25 de fevereiro. A Unidade, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, é a única em Mato Grosso do Sul a possuir esses equipamentos. No total, são três lisímetros. O primeiro começou sua atuação em 2009.

Segundo o pesquisador responsável Carlos Ricardo Fietz, o lisímetro fornece parâmetros relacionados com as demandas hídricas das culturas. Os dados são analisados cientificamente, gerando coeficientes de cultivo – quanto maior o coeficiente, mais água é consumida pela cultura.

O coeficiente de cultivo (KC), de acordo com Fietz, é usado no manejo da irrigação, determinando as necessidades de água da planta. Dessa forma, é delimitada a época mais favorável para a semeadura das culturas, definindo o nível de risco climático, principal referência do zoneamento agrícola.

Os dados fornecidos pelo primeiro lisímetro, em 2009, foram essenciais para fazer o zoneamento da cultura de milho com braquiária nos estados de Mato Grosso do Sul e Paraná.

O objetivo da aquisição dos novos equipamentos está relacionado ao estudo do consórcio milho-braquiária da Unidade da Embrapa em Dourados. Um dos lisímetros vai monitorar o consórcio, e os outros dois vão trabalhar com as culturas solteiras. “Isso vai melhorar bastante a qualidade das informações obtidas”, afirma Fietz.

A montagem, instalação e calibração do equipamento é uma parceria entre Embrapa Agropecuária Oeste e Instituto Federal de Educação, Ciência e tecnologia do Sertão Pernambucano, em Petrolina (IfSertão-PE). “É uma parceria de quase dez anos”, diz professor Luís Fernando Campeche, do IfSertão-PE. “Temos aprendido muito. E os lisímetros têm ficado cada vez melhores”, completa Fietz.

Para o professor Campeche, esse é o tipo de tecnologia que deve ficar restrito a instituições de pesquisa e ensino, “porque é preciso ter pessoal qualificado para instalar e saber traduzir os dados. É bem trabalhoso”, diz.

Funcionamento

O lisímetro de pesagem é como uma balança. A caixa metálica é preenchida com o solo, onde a cultura será plantada. A caixa é apoiada em um sistema que amortece e repassa o peso para uma célula de carga. Essa célula fornece as informações para um pequeno computador alimentado por uma bateria carregada por energia solar. “No final de um dia sem chuva e irrigação, o peso do lisímetro será menor devido à evaporação do solo e a transpiração da cultura. É o que nós chamamos de evapotranspiração, consumo hídrico da cultura”, explica Fietz.

Um dos fatores importantes é não limitar o desenvolvimento do sistema radicular na área de solo do lisímetro. “O equipamento deve ser suficientemente grande para comportar o sistema radicular. Um lisímetro para o plantio do pinhão-manso será bem maior do que um lisímetro para o cultivo de milho”, exemplifica Campeche.

A Embrapa Agropecuária Oeste pretende utilizar os novos equipamentos o mais breve possível. “Nossa intenção é fazer um estudo do consórcio milho-braquiária nessa safra”, diz o pesquisador Fietz.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)