Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

25/05/2005 12:38

Mais de 70% da população de MS sem plano de saúde

Fernanda Mathias e Aline Rocha / Campo Grande News

Mais de 70% da população de Mato Grosso do Sul não têm plano de saúde, o que significa 1.548.332 de um universo de 2.203.774 pessoas, conforme a pesquisa Acesso e Utilização de Serviços de Saúde divulgada nesta quarta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Os números mostram o porquê da superlotação nos hospitais conveniados ao SUS (Sistema Único de Saúde) e em postos de saúde do Estado.
O ambulatório do Hospital Universitário atende 8 mil pessoas ao mês, no pronto socorro são realizados 3 mil atendimentos. São realizadas 800 internações e 500 cirurgias mensais. Durante o primeiro trimestre de 2005 a rede de saúde de Campo Grande atendeu cerca de 470 mil pacientes, quase 15% a mais do que o número de usuários cadastrados pela Prefeitura, que chega a 400 mil pessoas. No Hospital Regional Maria Aparecida Pedrossian só em janeiro foram 3,7 mil atendimentos, outros 3,9 mil em fevereiro e 4,5 mil em março. Na Santa Casa sob intervenção do governo, os números têm oscilado, mas a unidade tem atendimento expressivo por ser referência em alta complexidade na região Centro-Oeste.
A mesma pesquisa também mostra que 35% da população, no ano de 2003 que é a referência, não havia ido ao médico nos últimos 12 meses. Nas últimas duas semanas antes da pesquisa esse número salta a 85%. Declararam que o motivo era falta de dinheiro 14.275 pessoas e outras 7.788 se desestimularam pela demora no atendimento.
A pesquisa do IBGE mostra que das 655.442 pessoas que têm cobertura de planos de saúde, 20,64% são servidores públicos e 520.126 mil têm os planos através de empresas privadas. Os dados da ANS (Agência Nacional de Saúde), que não incluem todos planos que operam em Mato Grosso do Sul, privados e de auto gestão, mostram que no mês de dezembro do ano passado havia 261.950 beneficiários em planos de saúde, já este ano o número saltou para 270.594, alta de 8.644 usuários.
No Estado, 21 empresas estão aptas a oferecer planos de saúde. A lista pode ser conferida na ANS. Todas essas operadoras terão até o dia 6 de junho para conseguir autorização definitiva da ANS para funcionamento. Para obter o registro definitivo, as operadoras de saúde terão que apresentar documentos que comprovem regularidade jurídica, equilíbrio financeiro e a área atendida pela empresa.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)