Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

22/04/2016 11:30

Mais de 100 gestantes são confirmadas com virus Zika em MS

Midiamax

Mato Grosso do Sul confirmou 109 casos de gestantes infectadas pelo vírus da zika, sendo que 81,65% desse número corresponde a mulheres de Campo Grande. Segundo o boletim epidemiológico, divulgado pela SES (Secretaria Estadual de Saúde) nesta quarta-feira (20), outras 309 grávidas estão sendo monitoradas para o vírus.

A doença é transmitida pelo Aedes Aegypti, que também é vetor da dengue e da chikungunya. O Estado notificou 1.383 de possível infecção vírus da zika que aguardam resultado. O sintomas da doença são febre e vermelhidão, porém mais de 80% dos casos são assintomáticos.

Com base em diversos estudos, a OMS (Organização Mundial da Saúde) confirmou a relação entre a infecção do vírus da zika em gestantes com a microcefalia e outras alterações no sistema nervoso central de bebês. Desde o início do ano, foram confirmados dois casos de microcefalia em Mato Grosso do Sul.

A relação entre o zika e a microcefalia havia sido reconhecida pelo governo brasileiro em novembro de 2015, quando o vírus foi identificado em amostras de sangue e tecidos de um bebê com microcefalia e também no líquido amniótico de duas gestantes.

Desde então, diversas outras evidências foram encontradas, como vermelhidão na pele durante o primeiro trimestre da gravidez – que é um dos sintomas da Zika – em grande parte das mulheres que tiveram bebês nos estados da Bahia, Paraíba e Pernambuco.

Na quinta-feira passada (22), um estudo americano confirmou a pesquisa brasileira. O trabalho, divulgado no periódico científico “The New England Journal of Medicine”, foi considerado o mais completo já realizado para demonstrar a associação. No estudo, foi relatado o caso de uma jovem da Eslôvenia, infectada pelo vírus em Natal (RN).

ORIENTAÇÃO

O Ministério da Saúde orienta às gestantes que adotem medidas para reduzir a presença do mosquito Aedes aegypti, com a eliminação de criadouros, e proteção contra a exposição de mosquitos, mantendo portas e janelas fechadas ou teladas, uso de calça e camisa de manga comprida, além de repelentes permitidos para gestantes.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)