Cassilândia, Quinta-feira, 30 de Março de 2017

Últimas Notícias

26/02/2014 07:49

Mais cara que frango, mandioca faz consumidor chorar ao fazer churrasco

Campo Grande News
Mais cara que frango, mandioca faz consumidor chorar ao fazer churrasco

Tradicional acompanhante do churrasco sul-mato-grossense, a mandioca subiu 28% neste ano em Campo Grande e está mais cara até que o quilo de frango. O consumidor “chora” com o aumento, mas não abre mão do complemento no prato da família no fim de semana e nos dias de festa.

"Sou nascido e criado em Mato Grosso do Sul, a gente assa carne todo o final de semana e percebemos que o preço da mandioca ficou mais salgado, mas o churrasco perde a graça sem o complemento e a gente compra mesmo assim”, comentou o comerciante Christian Canashiro de Souza, 37 anos.

De acordo com levantamento do IPC/CG (Índice de Preços ao Consumidor de Campo Grande), em fevereiro de 2013, o quilo da mandioca embalada e congelada custava, em média, R$ 3,89 contra R$ 4,98 no mesmo período deste ano, um aumento de 28%.

Em supermercados da Capital, o preço varia de acordo com a marca. Em estabelecimento, localizado na Rua Rui Barbosa, o quilo da mandioca sai por R$ 5,29, mais caro que o quilo do frango congelado, no valor de R$ 4,19.

“Nossa”, declarou o a empresária Maria Aparecida Leite Aguero, 56, ao constatar o encarecimento do produto. Dona de chácara, ela admitiu que faz tempo que não compra mandioca. “Plantamos de tudo e ainda bem que não precisamos comprar, porque está caro demais”, avaliou.

Para o militar reformado Diomedes Sandim de Ávila, 68 anos, o aumento da mandioca acompanha a tendência geral de elevação de preço. “O governo não está conseguindo maquiar a inflação e a coisa vai de mal a pior”, analisou.

Ele aposta que até o final da Copa do Mundo será possível “segurar o tranco”. “Depois a coisa vai desandar e o caldeirão ferver”, disse. Especificamente sobre a mandioca, ele é outro que aceita pagar um pouco mais pelo produto. “Senão o churrasco fica sem graça”, explicou.

Depois de emagrecer 24 quilos em quatro meses, o churrasco virou raridade na vida do comerciante Marcos Guimarães, 44 anos. “Mas me chamou muita atenção ver o preço da mandioca ultrapassar o da carne”, comentou.

No ano passado, o tomate que “salgou” o preço do churrasco, ultrapassando R$ 10 o quilo. Na época, a fruta virou motivo de chacota nacional e até foi motivo de briga em um hipermercado da Capital.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 30 de Março de 2017
Quarta, 29 de Março de 2017
20:34
Loteria
Terça, 28 de Março de 2017
21:41
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)