Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

26/02/2014 07:49

Mais cara que frango, mandioca faz consumidor chorar ao fazer churrasco

Campo Grande News
Mais cara que frango, mandioca faz consumidor chorar ao fazer churrasco

Tradicional acompanhante do churrasco sul-mato-grossense, a mandioca subiu 28% neste ano em Campo Grande e está mais cara até que o quilo de frango. O consumidor “chora” com o aumento, mas não abre mão do complemento no prato da família no fim de semana e nos dias de festa.

"Sou nascido e criado em Mato Grosso do Sul, a gente assa carne todo o final de semana e percebemos que o preço da mandioca ficou mais salgado, mas o churrasco perde a graça sem o complemento e a gente compra mesmo assim”, comentou o comerciante Christian Canashiro de Souza, 37 anos.

De acordo com levantamento do IPC/CG (Índice de Preços ao Consumidor de Campo Grande), em fevereiro de 2013, o quilo da mandioca embalada e congelada custava, em média, R$ 3,89 contra R$ 4,98 no mesmo período deste ano, um aumento de 28%.

Em supermercados da Capital, o preço varia de acordo com a marca. Em estabelecimento, localizado na Rua Rui Barbosa, o quilo da mandioca sai por R$ 5,29, mais caro que o quilo do frango congelado, no valor de R$ 4,19.

“Nossa”, declarou o a empresária Maria Aparecida Leite Aguero, 56, ao constatar o encarecimento do produto. Dona de chácara, ela admitiu que faz tempo que não compra mandioca. “Plantamos de tudo e ainda bem que não precisamos comprar, porque está caro demais”, avaliou.

Para o militar reformado Diomedes Sandim de Ávila, 68 anos, o aumento da mandioca acompanha a tendência geral de elevação de preço. “O governo não está conseguindo maquiar a inflação e a coisa vai de mal a pior”, analisou.

Ele aposta que até o final da Copa do Mundo será possível “segurar o tranco”. “Depois a coisa vai desandar e o caldeirão ferver”, disse. Especificamente sobre a mandioca, ele é outro que aceita pagar um pouco mais pelo produto. “Senão o churrasco fica sem graça”, explicou.

Depois de emagrecer 24 quilos em quatro meses, o churrasco virou raridade na vida do comerciante Marcos Guimarães, 44 anos. “Mas me chamou muita atenção ver o preço da mandioca ultrapassar o da carne”, comentou.

No ano passado, o tomate que “salgou” o preço do churrasco, ultrapassando R$ 10 o quilo. Na época, a fruta virou motivo de chacota nacional e até foi motivo de briga em um hipermercado da Capital.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)