Cassilândia, Sexta-feira, 21 de Julho de 2017

Últimas Notícias

05/10/2016 07:45

Maioria pretende gastar até R$ 100 e intenção de compra aumenta 2,7%

Campo Grande News

Os cursos de Administração e Ciências Contábeis da Faculdade Estácio de Sá de Campo Grande apontam em pesquisa de mercado realizada na Capital que a intenção de compras para o Dia das Crianças este ano subiu 2,74% em comparação ao ano passado, atingindo a marca de 76,13% dos entrevistados. A maioria pretende gastar até R$ 100.

Entre os dados analisados, estão perfil dos consumidores, intenção de compra, escolhas de compra e relações de dados. Foram entrevistadas 487 pessoas (55% do sexo feminino) entre 11 de agosto e 8 de setembro, tendo 81% delas entre 18 e 41 anos. A pesquisa tem margem de erro de 4,44% e 95% de confiabilidade.

Ao analisar a renda dos entrevistados, 35% tem renda entre 1 a 2 salários mínimos, 34% dos entrevistados possuem renda de 2 a 5 salários mínimos e somente 14% dos entrevistados possuem renda de 5 a 10 salários mínimos.

Elas responderam um questionário com 17 perguntas, com perguntas que analisaram o tipo de presente, fator determinante na escolha, pretensão de gasto, forma de pagamento, tipo de comércio e motivo de escolha do tipo de comércio.

O que e onde comprar - Brinquedos lideram com 51% a intenção de compra, seguido por vestuário, com 26%, e calçados, com 7%. Os presentes devem ser escolhidos por 38% conforme a vontade da criança enquanto que 29% vão se basear no perfil do presentado. O preço é fator determinante na compra de 14% dos entrevistados.

No caso do valor a ser gasto, a estimativa é que 28% dos consumidores use até R$ 50, enquanto 40% deve gastar R$ 50 e R$ 100. Presentes entre R$ 100 e R$ 200 são pretendidos por 20% dos consumidores pesquisados, sendo que 66% deles querem pagar à vista. Dos que vão pagar à prazo, o cartão de crédito é a opção de 88%.

O estudo dos cursos de Administração e Ciências Contábeis da Estácio de Sá de Campo Grande também avaliou o tipo de comércio em que os consumidores pretender ir para comprar os presentes, e os tradicionais comércio formal do Centro e shoppings seguem líderes, com 40% e 38% da preferência, respectivamente.

Eles são seguidos, em ordem decrescente, por comércio formal de bairro (8%), internet (3%) e comércio informal (camelôs, 3%). Supermercados ficaram com 1%, enquanto 7% afirmaram não terem definido ainda. Os principais motivos pelas preferências foram diversidade de produtos (35%), proximidade (19%), nível de preço (18%) e conforto (10%).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 20 de Julho de 2017
10:07
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Quarta, 19 de Julho de 2017
20:32
Loteria
17:30
Restituição do Imposto de Renda
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)