Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/09/2008 12:07

Mãe tenta suicídio e matar os filhos com antidepressivo

Renato Lima/Campo Grande News

Provável crise de depressão levou uma mãe a tentar matar os dois filhos, em Campo Grande. Ela tomou uma grande quantidade do medicamento Clonazepam, tentando o suicídio, e também deu o remédio aos dois filhos, de 5 e 8 anos.

Os três deram entrada no Civitox (Centro de Vigilância Toxicológica) ontem, em grave estado de intoxicação. Segundo o chefe de plantão, Cléo Gomes, não se sabe a quantia exata que a mãe deu os filhos, mas “eles apresentavam baixo nível de consciência, porque a droga age direto no sistema nervoso central”, explica.

O caso chegou até a DPCA (Delegacia de Proteção à criança e ao Adolescente) e ao Conselho Tutelar Sul, que deve ouvir o pai das crianças na segunda-feira de manhã.

“Ficamos sabendo do caso pelo próprio hospital. A mãe não morava com o pai das crianças e sofria de depressão. Como foi caracterizada tentativa de homicídio, ela irá perder o poder familiar sobre as crianças. Se o pai tiver condições de ficar com os filhos, eles serão encaminhados. Caso isso não ocorra, as crianças irão para um abrigo, até encontrarmos algum parente em condições”, detalhou a conselheira, Tais Elenir.

Eles estão internados no setor de emergência do Hospital Regional Rosa Pedrossiam, em observação. Ainda não há previsão de alta para as crianças, nem para a mãe. Depois que deixarem o HR, os menores serão encaminhados, pelo Conselho Tutelar, para a rede de atendimento pós-trauma, que atende crianças vítimas de violência psicológica.

Clonazepam - Comercializado como Rivotril, o medicamento é usado para tratamento de convulsão, sedativo, relaxamento muscular e tranqüilizante. Um miligrama de Clonazepam é equivalente a aproximadamente 20 miligramas de Diazepan. Em caso de superdosagem, pode levar à morte.

O medicamento é de uso controlado e vendido somente com prescrição médica. Serve ao tratamento de síndrome do pânico, distúrbio bipolar, depressão e convulsão. O caso serve de alerta, sobre a necessidade de acompanhamento mais próximo de parentes, que tenham alguém com depressão na família.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)