Cassilândia, Segunda-feira, 26 de Junho de 2017

Últimas Notícias

06/02/2016 07:30

Mãe de jovens mortas no Japão recebe presente enviado por filhas há dois meses

Correio do Estado

"Meu Deus...acabou de chegar no Brasil duas caixas que minhas filhas mandaram há 2 meses atrás...Era só felicidade quando essas caixas chegavam...Elas escolhiam Td com muito carinho, aah filhas minha...obrigada por tudo, por terem existido na minha vida...esse foi o último mimo recebido dessa mãe...Rogo a Deus que as lágrimas de dor que derramo agora que um dia sejam apenas de Saudades!!!".

A mensagem foi publicada por Maria Amarília Maruyama no Facebook no último dia 28 de janeiro, quase um mês depois da morte das filhas dela, as campo-grandenses Michelle e Akemy Maruyama assassinadas em dezembro do ano passado no Japão, onde moravam.

Conforme informações de fontes que auxiliam Maria no processo burocrático entre Brasil e Japão, ela ainda não retornou para Campo Grande. Ela está hospedada na casa da sobrinha dela e participa de uma série de entrevistas no Conselho Tutelar japonês para obter a guarda das netas, de 5 e 7 anos, que continuam em um abrigo.

Os corpos de Akemy e Michelle foram cremados e as urnas com os restos mortais das jovens já estão com Maria.

CASO

As filhas de Maria, Michelle, 29 anos, e Akemy, 27 anos, foram assassinadas em Handa, cidade que fica a cerca de 330 quilômetros da capital Tóquio, no dia 30 de dezembro de 2015. O principal suspeito do crime é o ex-marido de Akemy, o peruano Tony La Rosa, que está preso.

Segundo informou fontes que auxiliam Maria a lidar com a burocracia entre os países, somente ela está autorizada a ver as netas de 5 e 7 anos no abrigo. O pai de Tony La Rosa, suspeito do assassinato, também manifestou interesse em obter a guarda das crianças.

Caso seja possível garantir toda a documentação para requerer a guarda das meninas a partir do Brasil, o processo deve ser mais ágil. Se for preciso dar entrada na justiça japonesa, a decisão deve demorar meses.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 26 de Junho de 2017
Domingo, 25 de Junho de 2017
15:50
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)