Cassilândia, Segunda-feira, 23 de Abril de 2018

Últimas Notícias

16/03/2018 15:00

Mãe de adolescente que matou garoto de 10 anos diz que está sendo ameaçada

"Eu não esperava isso do meu filho", desabafou

Midiamax

A mãe do adolescente de 17 anos responsável pela morte de Vitor Figueiredo Peixin, de 10 anos, em Nova Andradina, procurou a imprensa da cidade para denunciar ameaças que segundo ela, a família tem sofrido desde que o filho foi apontado como responsável pelo assassinato do garoto. Segundo ela, pessoas ligadas a vítima teriam prometido vingar a morte de Vitor.

“Estão ameaçando o meu pequeno de cinco anos e ele não tem culpa de nada. Nem está conseguindo dormir, porque dizem que vão matá-lo para vingar o menino. Meu filho não tem culpa de nada. Não se pode pagar um crime com outro”, disse em entrevista ao site Nova News.

Na tarde desta quarta-feira (14), a mulher que preferiu não ser identificada, acompanhou a audiência de custódia do filho, suspeito de tentar estuprar, enforcar e esconder o corpo de Vitor em um telhado. O menino estava desaparecido desde último domingo (11) e foi encontrado morto na manhã desta terça-feira (13).

Em entrevista, a mãe do adolescente afirmou que não esperava que o filho pudesse vir a cometer essa infração e que agora, tem medo de que ele seja morto. “Meu medo é que matem ele lá e tenho que estar preparada para o pior. Eu não esperava isso do meu filho e tudo o que peço agora é que não tirem a vida dele”, desabafou.

Segundo ela, outras pessoas podem estar envolvidas na morte do menino. “Com certeza tem mais gente envolvida”, finalizou.

A tentativa de estupro e morte
Ele disse ter atraído o menino oferecendo um tênis quando o encontrou no meio da rua. Ele estava voltando de uma balada, no Distrito Industrial e ia visitar o pai. Vitor o acompanhou até sua casa, próximo ao local onde o corpo foi encontrado. Já dentro da residência, o adolescente tirou as roupas do garoto e tentou estupra-lo, mas o menino passou a gritar e chorar.

Para silenciar o menino, o adolescente o enforcou. Para sumir com o corpo, ele colocou Vitor nos ombros e o jogou em cima de um telhado, onde foi encontrado. Ainda de acordo com o delegado André Luis Novelli, o menino conhecia o pai do adolescente, e por isso, não deve ter se sentido ameaçado.

No celular do adolescente, os policiais encontraram conversas com sua mãe onde falava que tinha matado uma pessoa e que precisaria fugir e se esconder.

Vitor estava desaparecido desde último domingo (11) e foi encontrado morto na manhã desta terça-feira (13). Ele havia saído de casa para ir até a casa da avó, que mora a algumas quadras do local, já que teria a comemoração de um aniversário em família.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 22 de Abril de 2018
10:00
Receita do dia
Sábado, 21 de Abril de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)