Cassilândia, Segunda-feira, 25 de Setembro de 2017

Últimas Notícias

23/08/2017 09:40

Maduro diz que tomará medidas contra possível bloqueio petroleiro dos EUA

Agência Brasil

 

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, assegurou nesta terça-feira (22) que tomará medidas para enfrentar um possível bloqueio petroleiro imposto pelos Estados Unidos, a quem acusou de realizar uma "perseguição financeira" contra o país caribenho. A informação é da EFE.

"Eu tenho preparado um conjunto de decisões e medidas para defender-nos do bloqueio comercial, petroleiro e financeiro que Donald Trump vai decretar contra a Venezuela", disse Maduro no palácio presidencial de Miraflores, em Caracas, durante uma coletiva de imprensa com meios de comunicação locais e estrangeiros. 

Maduro afirmou que seu governo está avaliando "todos os cenários" econômicos junto à plenipotenciária Assembleia Nacional Constituinte (ANC) - integrada unicamente por oficialistas -, entre eles o da possível "agressão internacional que anunciam da Casa Branca contra a Venezuela".

"Estamos preparados e peço o apoio decidido de todo o povo da Venezuela e dos governos e povos do mundo, porque a Venezuela não será afogada por ninguém, nem vai ajoelhar-se perante ninguém", bradou Maduro, acrescentando que coordenará ações para garantir a distribuição de alimentos, geralmente escassos no país.

O governante indicou, além disso, que o Executivo e a Constituinte, vista por boa parte da comunidade internacional como um órgão ilegítimo, começarão "um processo de recuperação econômica”, e de combate a uma inflação que Maduro considera "induzida" e alcançará 720% este ano, segundo o Fundo Monetário Internacional.

"Trump decretou uma perseguição financeira contra a Venezuela, agora a Constituinte tem que defender a Venezuela", disse ele. Nos últimos meses, o governo americano determinou sanções contra vários venezuelanos e emitiu duros pronunciamentos contra a administração de Maduro, que classifica como "ditadura".

Por enquanto, no entanto, o Tesouro americano segue sem aplicar sanções diretas ao setor petroleiro, núcleo da economia venezuelana, como a proibição da importação de petróleo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 24 de Setembro de 2017
18:01
Município suspende aulas
11:00
Mundo fitness
10:00
Receita do dia
Sábado, 23 de Setembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)