Cassilândia, Terça-feira, 27 de Junho de 2017

Últimas Notícias

12/03/2008 19:57

Madeira: PF prende servidores do Ibama por venda ilegal

Luana Lourenço /ABr

Brasília - A Polícia Federal prendeu hoje (12) seis funcionários do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) de Lorena (interior de São Paulo) acusados de extração e comércio ilegal de madeira da Floresta Nacional de Lorena, área federal de conservação da região do Vale do Paraíba.


Batizada de Operação Pinóquio, a ação da PF teve apoio do Ministério Público Federal (MPF) em Guaratinguetá, que denunciou o esquema em 2006. De acordo com o MPF, os servidores do Ibama, inclusive o chefe da unidade, vendiam mudas de plantas com registro do órgão sem o recolhimento de taxa federal (o valor era apropriado pelos servidores), além da venda ilegal de anilhas de pássaros silvestres.

As autoridades investigam ainda denúncias de maus tratos a animais e o desaparecimento de espécimes da fauna sob custódia do Ibama.

Após quebra de sigilo telefônico dos servidores suspeitos, a PF constatou a extração de grandes quantidades de madeira da reserva, apesar da inexistência de um plano de manejo sustentável para a unidade. De acordo com o MPF, a madeira era vendida a serralherias e outras empresas da região.

A ação de hoje cumpriu mandados de prisão temporários. Os acusados deverão ficar presos por pelo menos 15 dias. Segundo o MPF, o objetivo da prisão preventiva é assegurar que os envolvidos não irão dificultar a apuração dos crimes.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 27 de Junho de 2017
Segunda, 26 de Junho de 2017
Domingo, 25 de Junho de 2017
15:50
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)