Cassilândia, Terça-feira, 27 de Junho de 2017

Últimas Notícias

10/11/2005 07:19

Lula promete a Delcídio baixar o preço do gás

Cadú Bortolotto
Zeca e Delcídio com Lula no PaláciodivulgaçãoZeca e Delcídio com Lula no Paláciodivulgação

Por saber a importância do desenvolvimento industrial para Mato Grosso do Sul, o senador Delcídio do Amaral (PT/MS) está conversando com lideranças nacionais e empresários para viabilizar os investimentos da Termopantanal, em Corumbá. Na manhã desta quarta-feira o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assumiu com Delcídio o compromisso de estudar a possibilidade de viabilizar um valor menor para o gás natural que será usado na região de fronteira.

No final da reunião, realizada no Palácio do Planalto, em Brasília, Delcídio disse que tudo está caminhando nesse sentido. Nesta quinta-feira, 10 de novembro, o governador Zeca do PT vai se encontrar com o Ministro de Minas e Energia Silas Rondeau e o presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli de Azevedo, para fechar o valor diferenciado do gás na fronteira.

Diversos projetos elaborados para a região apostam no estabelecimento de um preço menor para o gás natural boliviano na região e dependem do aval da Petrobrás. Segundo Delcídio, investimentos da ordem de US$ 180 milhões estão em compasso de espera por causa da demora de alguns diretores da Petrobrás em definir um valor diferenciado para o produto. Além disso, o atual preço do gás natural boliviano, de US $ 4 por milhão de BTU, é considerado alto e, segundo Delcídio Amaral, inviabiliza qualquer projeto na região.

Para amenizar o impacto desse custo, foi feito um duto auxiliar saindo da Bolívia, o que reduziu o percurso do produto até Corumbá. Mas, o não cumprimento do acordo já firmado com a Petrobrás, no início da elaboração dos projetos, prejudica o cronograma de investimentos. A meta é definir o preço de US $ 2,60 / milhão de BTU para viabilizar não só a usina Termopantanal, como também o projeto de produção de ferro gusa.

- Mostrei ao presidente que não é possível que um projeto em Corumbá, que fica ao lado da Bolívia, pague o mesmo preço pelo gás natural que se paga no Rio Grande do Sul, no final do gasoduto - ponderou o senador.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 27 de Junho de 2017
Segunda, 26 de Junho de 2017
Domingo, 25 de Junho de 2017
15:50
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)