Cassilândia, Quinta-feira, 24 de Setembro de 2020

Últimas Notícias

09/09/2003 14:56

Lula diz que pobre não dá calote

Paula Medeiros/Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, há pouco, que só o estado brasileiro não tinha percebido ainda que as pessoas de baixa renda pagam suas contas e não dão calote. Segundo Lula, isso se deve ao fato de que o único patrimônio que o pobre tem é seu próprio nome. "Se só o estado brasileiro não havia percebido isso ainda, é porque, de certa forma, desconfiava do povo. Porque levava calotes bilionários, tomava tombo de R$ 1 milhão, mas não emprestava R$ 200 para as pessoas mais pobres por pura desconfiança", disse.

Segundo o presidente, a política de microcrédito proposta pelo governo já possibilita o acesso de pessoas de baixa renda ao crédito, o que ajudará a criar um mercado de consumo de massa, fortalecerá a industria, a agricultura e ajudará a promover o desenvolvimento mais sustentável. "Na economia, não existe panacéia, não existe truque, nem carta na manga. O que existe é o compromisso político desse governo de promover a justiça social, democratizando as oportunidades", afirmou Lula.

O presidente participou hoje, no Palácio do Planalto, da solenidade em comemoração à abertura da conta de número 500 mil da "Caixa Aqui", modalidade de conta simplificada destinada à população de baixa renda. Os correntistas poderão ter acesso a credito simplificado, com juros reduzidos. Para o presidente, o microcrédito é fundamental para a retomada da cidadania da população carente.

"Alguns dizem que a vida moderna é uma mistura de sonho e crédito. Eu prefiro dizer que a vida, em todos os tempos, sempre foi uma mistura de trabalho e de esperança. O que a gente está fazendo com o microcrédito é alimentar a chama da esperança para que ela ilumine um futuro melhor para todos nós", disse Lula.

Ele ressaltou que um país não pode ter cidadania pela metade e que o povo não pode viver dividido entre os que comem e os que passam fome, os que moram e os que se escondem, os que têm conta em bancos, créditos, financiamentos e os pobres, aqueles que, mesmo quando ganham algum dinheiro, precisam guardar embaixo do colchão, porque banco nenhum se interessa por eles. Isso criou no Brasil, segundo Lula, dois tipos de dinheiro: o do rico e o do pobre. "O dinheiro do rico fica protegido no banco, dorme lá. Rende juros, serve de aval para conseguir mais recursos, créditos, financiamentos, coisas que os pobres não têm", acrescentou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 24 de Setembro de 2020
14:18
Luto
Quarta, 23 de Setembro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)