Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

30/10/2007 09:22

Livros-caixa revelam "mensalão" no governo Zeca do PT

Humberto Marques/Campo Grande News

Dois livros-ata apresentados pelo Ministério Público Estadual dão peso à suspeita de que existia um “mensalão” durante o governo de Zeca do PT, com pagamentos irregulares a políticos, funcionários públicos e outras pessoas alheias à administração. As provas sobre o “caixa dois” foram apreendidas no dia 21 de junho deste ano, durante operação da Unicoc/Gaeco, e incorporados a processos que tramitam contra o ex-governador e outros integrantes de seus governos.

Os livros foram encontrados na residência de Salete Terezinha de Luca – ex-assessora-Executiva e ex-coordenadora de Despesas da Secretaria de Estado de Governo – e na de uma amiga de Ivanete Leite Martins, ex-servidora pública e responsável pelas primeiras denúncias sobre pagamentos feitos a gráficas por serviços nunca entregues. O primeiro livro, conforme o MPE, tinha a denominação de “lista de autoridades”.

“Conforme se depreende da leitura de tais documentos, ficou evidenciada a existência de caixa dois para pagamento de mensal a parlamentares e funcionários públicos (como ‘complementação de salário’) e para despesas particulares do ex-governador José Orcírio Miranda dos Santos”, apontaram os promotores, ao encaminharem os livros-ata à Justiça na última quinta-feira (25 de outubro).

O fato desses documentos serem guardados na residência de ex-funcionárias públicas “de maneira clandestina, fora da contabilidade oficial do Estado” também reforça, conforme o MPE, a tese de que existia um “controle paralelo de gastos pelos denunciados”. Dentre os beneficiários, estão congressistas e ex-congressistas do PT, vereadores (também petistas e de partidos aliados), ex-titulares de secretarias de Estado e órgãos da administração direta e indireta.

A forma de discriminação dos valores, na interpretação do MPE, aponta para a existência de pagamentos também de eventos ou despesas permanentes, entre R$ 900 (jantar) e R$ 23,8 mil (passagens).

Os dois livros foram encaminhados à 2ª Vara Criminal da Capital, onde também tramitam os processos contra Zeca do PT e os demais citados no esquema de irregularidade. Esses documentos serão anexados às matérias como provas. Os promotores lembram, ainda, que “os livros serão submetidos à perícia criminal, se tornando objeto de investigação no que tocante àquelas pessoas que não possuem prerrogativa de foro [privilegiado]”. Os acusados, dentre eles o ex-governador, deverão ser ouvidos nos dias 25 e 26 de março de 2008.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)