Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

08/12/2004 14:09

Língua portuguesa, inculta e bela

Alcides Silva

Suicidar-se
Paixão pelo Latim ou esnobismo filológico, talvez mais este que aquele, vivo aqui a procurar o étimo de palavras que andam ou andaram na moda. Aliás, o termo “esnobismo”, embora não tenha paladar romano, também merece busca em sua raiz: substantivo esnobe + o sufixo nominal -ismo; do inglês ‘snobbism’. De origem obscura, snob parece ter sido nome ou alcunha de um frívolo que bajulava exageradamente os poderosos e desprezava os humildes, de onde proviera. Sua fonte histórica remonta a 1781, segundo Houaiss.
Todas as vezes em que me surge a oportunidade, tenho repetido que a língua é dinâmica e evolutiva, e que muitas palavras, com o passar do tempo, têm o sentido original alterado, chegando, inclusive, a exprimir idéias completamente diversas das contidas na significação primitiva. A palavra formidável é um exemplo clássico. Antes significava terrível, pavoroso, temível, hoje tem o valor de “muito bom, muito bonito; admirável, excelente, magnífico”.
“Êxito” que no passado era conseqüência, efeito, fim, hoje é “resultado feliz”, “sucesso”. Aliás, “sucesso” também está perdendo seu significado primitivo de acontecimento, aquilo que sucede, evento, para ser sinônimo de “êxito”, de “sorte”, de “resultado favorável”, de “acontecimento feliz”. “Acontecer”, de contigere , nasceu com o sentido de tocar em alguém, contaminar, alcançar e, daí, realizar-se inopinadamente, suceder, ocorrer.
Outras curiosidades da evolução semântica: “hipócrita”, do grego hypokrités, pelo latim, hypocrita era o nome que se dava ao “ator”, ao “intérprete”, ao “artista”; hoje é o adjetivo que qualifica uma pessoa fingida, falsa, impostora; “caderno”, do latim quaternum perdeu o sentido primitivo de ‘folha de papel dobrada em quatro’; “pedagogo” era o escravo que levava as crianças à escola (do grego paidagogós [paídes>menino – ago> qualificativo do escravo-pajem]); “secretário”, originariamente ‘depositário dos segredos’, ‘confidente’. O verbo “chegar” veio do latim plicare, que etimologicamente significa “dobrar”: os navios, ao chegarem ao porto, dobravam as velas. A evolução da palavra começou com o abrandamento do grupo pl em ch, (como de pluvia veio a chuva) e do c em g (lacrima>lágrima). Depois, ocorreu a alteração semântica do sentido (idéia) da palavra dobrar>chegar.
Tudo isso me vem à mente quando leio frases que contenham o verbo “suicidar-se”. É ou não um pleonasmo? A etimologia indica que suicidar é “matar a si próprio” (do latim sui = a si + cida, ae <. caedere="" grande="" mortic="" pelo="" estudo="" hist="" da="" palavra="" seria="" dispens="" o="" pronome="" reflexivo="" mas="" na="" l="" atual="" isso="" n="" verdadeiro.="" ningu="" fala="" suicidou="" se="" e="" irrevers="" que="" praticamos.="" verbo="" pronominal.="" aqui="" tamb="" houve="" uma="" transforma="" sem="" elemento="" sui="" si="" perdeu="" seu="" valor="" reflexivo.=""> Mário Lago, nas suas deliciosas “Dezesseis linhas cravadas”, conta a história de um professor de português que se matou ao descobrir que Adélia, a esposa, o traía. Deixou escrita a razão de seu gesto: “Adélia suicidou-me”.

Este é o artiguete de nº 300, da coluna “Língua Portuguesa, inculta e bela”, frase tomada de um poema de Olavo Bilac. Inicialmente publicados em “O Jornal de Santa Fé do Sul”, esses escritos são hoje divulgados também pelos jornais “Jornal de Jales”, “Folha de Fernandópolis”, “A Cidade de Votuporanga”, “Novo Tempo”, de Chapadão do Sul, “O Correio”, de Chapadão do Sul, e pelos sites “Semanário”, do provedor Melfinet, “Jovem Sul News”, “Chapadão News” e “Cassilândia News”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)