Cassilândia, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018

Últimas Notícias

04/01/2007 20:44

Liminar da Justiça pode tirar YouTube do ar no Brasil

Elaine Patrícia Cruz /ABr

São Paulo - Uma liminar do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo pode tirar do ar, no Brasil, o site de compartilhamento de vídeos na internet YouTube. A decisão do desembargador Ênio Santarelli Zuliani teria como objetivo punir o site por não ter respeitado a decisão da Justiça de retirar o vídeo em que aparece a apresentadora Daniela Cicarelli em cenas íntimas com o namorado Tato Malzoni, em uma praia na Espanha.

O vídeo, filmado sem a autorização do casal, foi divulgado amplamente pela internet. Usuários do site YouTube também divulgaram o vídeo, assim como os sites da Globo.com e do IG (Internet Group). A divulgação levou o casal a entrar com duas ações na Justiça: uma solicitando uma indenização por danos morais contra os sites e outra pedindo a retirada do vídeo do ar.

A solicitação de Cicarelli e de Malzoni foi acatada pela Justiça e o Tribunal de Justiça paulista concedeu uma liminar obrigando os sites a excluir o conteúdo, sob pena de multa diária. O YouTube, comprado recentemente pela empresa norte-americana Google, foi o único a não atender à solicitação da Justiça.

O advogado do casal, Rubens Decoussau Tilkian, disse que “o Tribunal determinou a retirada do vídeo. O Youtube não cumpriu a decisão e continuou veiculando”. Segundo ele, dentro da mesma ação que pediu inicialmente a retirada do vídeo do ar foi solicitado também “o bloqueio do site (YouTube) para os internautas brasileiros até que eles retirem o vídeo em definitivo do site”.

Ele explica que essa nova medida tomada pelo Tribunal de Justiça tem como objetivo “fazer com que a sentença judicial seja cumprida e que haja um respeito pela decisão do tribunal”.

De acordo com ele, a divulgação do vídeo “viola o direito de privacidade e de intimidade” do casal, além de se tratar de “um vídeo desautorizado, captado por um paparazzi, totalmente contrário ao bom jornalismo”. Tilkian se coloca como “defensor da internet”, mas acrescenta que esse “veículo democrático e importante deve atender a alguns limites”.

“A divulgação não pode ser ilimitada, de forma a aferir direitos de terceiros. Nós acompanhamos hoje inúmeros problemas que acontecem com sites de pornografia infantil ou com comunidades que incentivam as drogas, violência e terrorismo. Acredito que são através dessas medidas que conseguiremos atingir um controle, que será vantajoso até mesmo para as próprias empresas de internet, não só para os usuários”, disse.

O advogado explicou que, depois da liminar concedida pelo Tribunal de Justiça, pode haver o julgamento dos recursos pela câmara julgadora para a decisão final do caso.

A assessoria de imprensa da Google Brasil informou que, no momento, a empresa não vai se pronunciar sobre o caso e que está tentando verificar quem deve responder pelo YouTube, já que, apesar de ter sido adquirido pela Google Inc., o site estaria funcionando de forma independente.

A assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo informou à Agência Brasil que o processo corre em segredo de justiça e não se pronunciou sobre o caso.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 22 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)