Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

12/07/2005 14:03

Líderes indicam hoje membros da CPI do Mensalão

Fabiana Silvestre / Campo Grande News

Os líderes partidários da Câmara e do Senado se reúnem esta tarde com os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB), e da Câmara, Severino Cavalcanti (PP), para discutir uma forma de garantir condições adequadas para que as comissões parlamentares mistas de inquérito (CPMIs) possam aprofundar suas investigações.

Também serão definidos no encontro, que acontecerá no gabinete do presidente do Senado, os nomes dos parlamentares que vão compor a CPMI do Mensalão. Calheiros admite, inclusive, a hipótese de unificar os trabalhos da CPMI do Mensalão com a CPMI dos Correios.

"O que for preciso fazer para dar eficiência à investigação, para agilizar os resultados que a sociedade cobra, nós vamos fazer. No início, eu disse que poderia haver alguma correlação entre os fatos a serem investigados. Talvez fosse o caso de nós aguardarmos com relação à possibilidade de criar mais uma ou duas CPIs, mas a oposição não aceitou. Não sei se, regimentalmente, a esta altura, dá para reunir todas as CPIs em apenas uma. Mas o que a maioria quiser fazer para ajudar na investigação nós faremos", afirmou.

Nova CPMI - O relator da CPMI dos Correios, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), disse que, apesar de entender que a ampliação do objeto de investigação da CPMI possa garantir uma apuração mais eficaz, ele tem dúvidas sobre a competência da comissão para apurar tantos casos, já que seu objeto é limitado aos Correios.

Para Serraglio, poderia ser mais interessante a análise das denúncias em uma nova comissão, mais ampla. "Unindo, você afasta as dúvidas porque a cada dia alguém pergunta: ‘Vocês vão investigar isso ou aquilo?’ Não tenho nem noção se temos competência para isso. São fatos que, para nós termos autoridade para investigar, precisam estar relacionados ao que nós estamos investigando. Se for uma [CPMI] geral, facilita e desaparece a briga de competências."

CPI da Corrupção - Parlamentares do PSDB, no entanto, concordam que o melhor seria ampliar as investigações e renomear a CPI Mista dos Correios para CPI Mista da Corrupção. Para o vice-líder do PPS na Câmara Fernando Coruja (SC), a CPMI dos Correios está se limitando a "investigar pequenas contradições entre os arapongas" que filmaram o ex-diretor da estatal Maurício Marinho recebendo propina.

"Acredito que é preciso ir diretamente ao foco das denúncias, sem discutir o aspecto secundário", afirma. O deputado acredita que há "uma ligação clara" entre os fatos que originaram a criação das duas CPIs. "Talvez o melhor seria levar todas as investigações para CPMI dos Correios em duas sub-relatorias [uma para a denúncia de corrupção na empresa e outra destinada ao pagamento de ‘mesada’ a parlamentares]", disse Coruja, que, mesmo assim, considera "positiva" a criação da CPI Mista do Mensalão.

O deputado Antonio Carlos Magalhães Neto (PFL-BA) também afirma que a própria CPMI dos Correios deve concentrar as novas frentes de apuração e não se restrinja apenas à estatal. "Não podemos ficar só limitados aos Correios. Para dar agilidade aos trabalhos, é imprescindível que haja definição das sub-relatorias. Cada uma com uma tarefa a cumprir, cada sub-relator com um dever de casa a realizar e, a partir daí, a gente possa unificar todos em um trabalho só, que será o trabalho da comissão. As informações são da agência de notícias da Câmara Federal.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)