Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/05/2009 18:00

Lideranças indígenas ocupam sede da Funai em MS

Daniel Mello, Agência Brasil

São Paulo - Um grupo de cerca de 60 indígenas ocupa, desde a manhã de hoje (18), a sede da Fundação Nacional do Índio (Funai) em Campo Grande (MS). São lideranças e guerreiros da etnia Terena, que reivindicam uma definição quanto à administração do orgão no etado, informou o chefe substituto da Funai na cidade, Joãozinho da Silva.

No cargo desde fevereiro último, Silva é o segundo a ocupar a chefia da Funai no estado, desde que o ex-titular Claudionor Miranda foi afastado, depois que uma sindicância apontou irregularidades em sua administração, em novembro do ano passado.

Segundo ele, os índios estão impacientes por causa da falta de definição de um novo titular. “Como estava demorando [a nomeação de um chefe titular] as lideranças resolveram cobrar”, afirmou Da Silva.

De acordo com Silva, não houve violência durante a ocupação, e os funcionários deixaram o prédio para evitar confrontos com os indígenas.

As lideranças entraram em contato com a sede da Funai em Brasília e pretendem enviar um documento com as reivindicações do grupo.

Os índios realizaram outra ocupação em abril para pedir exoneração do chefe de área, responsável por atuar diretamente dentro da comunidade.

O Mato Grosso do Sul foi apontado pelo Conselho Indigenista Missionário(Cimi) como o estado com maior índice de violência contra indígenas. De acordo com o relatório da entidade, dos 60 assassinatos cometidos contra índios no ano passado, 42 ocorreram no estado.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)