Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

21/06/2004 19:31

Liderança do governo monta estratégia

Gabriela Guerreiro, Marcos Chagas e Iolando Lourenço / ABr

A base aliada articula uma estratégia para realizar votação simbólica do salário mínimo de forma a derrubar a proposta de R$ 275 aprovada pelo Senado Federal na semana passada, e reafirmar a proposta do governo de R$ 260. Segundo o líder do governo na Câmara, Professor Luizinho (PT-SP), o acordo de procedimentos com a oposição para duas votações nominais já foi cumprido. “Não há nenhum acordo de procedimentos para a nova votação. Se a oposição tiver condições de fazer votação nominal, ela pode fazer”, afirmou.

Às vésperas das festas de São João, o governo mobilizou todas as suas lideranças para garantir presença dos deputados em Brasília, principalmente os nordestinos. “São João não vai atrapalhar, ele é um santo bom”, disse o presidente da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), ao rebater a tradição histórica de que não se vota nada na Câmara durante a semana dos festejos juninos.

Na liderança do PTB, um dos partidos aliados do governo, a ordem é telefonar para todos os 52 deputados e garantir a presença em Brasília amanhã. “Temos um grande desafio chamado quórum”, afirmou o líder do PTB, José Múcio Monteiro (PE). Ele acrescentou que a MP do salário mínimo de R$ 260 “tem que ser votada nesta terça-feira porque os vôos saem de Brasília para o Nordeste até às 21 horas”. Para José Múcio, isso complicaria a presença de parlamentares nordestinos na quarta-feira, caso a votação tivesse que se estender noite adentro.

O vice-líder do PFL na Câmara, Pauderney Avelino (AM), disse que a oposição quer votar a MP do mínimo ou nesta semana ou na próxima. No entanto, considerou prematuro afirmar que exista uma estratégia por parte dos oposicionistas para obstruir a sessão de amanhã e atrasar a votação. “O São João é só na quarta-feira. Se não houver número, aí vamos obstruir para ter casa cheia na semana que vem”, completou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)