Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/11/2005 15:03

Líder do governo na Câmara contesta prorrogação da CPI

Luciana Vasconcelos e Marcos Chagas / ABr

O líder do governo na Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (PT-SP), está contestando a prorrogação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios por 120 dias. Segundo ele, dois parlamentares, Wladimir Costa (PMDB-PA) e Carlos Willian (PMDB-MG), mandaram requerimento retirando a assinatura do pedido de prorrogação por scanner, e o horário do pedido de retirada foi protocolado antes do horário da assinatura.

"Como alguém pede a retirada da assinatura, se considerou que a assinatura ainda não estava lá?", questionou. Arlindo Chinaglia disse que é importante respeitar a decisão do deputado. "Que a vontade final dos parlamentares seja respeitada", ressaltou o líder.

Chinaglia afirmou que dois terços dos deputados interpretam que prorrogar até abril os trabalhos da CPI é "exagero". "O que nós não achamos adequado é ficar cerca de nove a dez meses falando a mesma coisa", disse ele. deputado acredita que, se a CPI conseguisse se restringir ao fato determinado, sem ampliar as investigações, cumpriria mais facilmente sua tarefa. "Agora, se cada coisa que acontecer na vida nacional você colocar ali, você teria uma CPI de anos".

Para o primeiro-vice-presidente da Mesa da Câmara, José Thomaz Nonô (PFL-AL), não há como contestar o resultado. "O problema é que o Chinaglia errou na conta do suborno", afirmou.

O líder do governo disse que espera uma decisão do presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL). "Eu creio, apenas uma suposição, ou presidente do Senado decide sozinho, ou vai consultar o presidente da Câmara. Porque, até onde eu sei, a palavra final cabe ao presidente do Congresso".

Na noite de ontem, diversos parlamentares retiraram suas assinaturas do requerimento que pedia a prorrogação dos trabalhos por mais 120 dias e, até meia-noite o documento tinha 170 nomes de deputados, quando eram necessários 171. Na manhã de hoje, foi feita uma recontagem das assinaturas e a oposição, que pedia a prorrogação, saiu vencedora. Foram confirmadas as assinaturas de 171 deputados. Foram retiradas 66, quatro não conferiram, 30 eram repetidas e uma estava ilegível. Na manhã de ontem, quando o requerimento foi lido em sessão do Congresso, a contagem oficial era de 218 assinaturas de deputados.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)