Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

10/04/2004 15:41

Lélia Abramo foi primeira vice de Lula

Agência Brasil

A atriz Lélia Abramo, que morreu ontem à noite aos 93 anos, teve papel de grande significado na história recente do Brasil. É o que mostram os dados biográficos divulgados hoje pela Secretaria de Cultura do estado de São Paulo.

A atriz reuniu realização pessoal, atuação profissional e política. Paulistana, quarta filha em uma família de oito irmãos, Lélia só foi estrear no teatro quando já tinha 46 anos, na peça "Eles Não Usam Black-tie", de Gianfrancesco Guarnieri, no Teatro de Arena.

Com isso, ajudou a estabelecer um marco na construção de uma dramaturgia essencialmente brasileira, que, a partir daí, passou a tratar de temas mais amplos — como as questões sociais —e também inovou na linguagem. Os cenários, por exemplo, tornaram-se mais simples e ao mesmo tempo mais fortes, impactando diretamente o público.

O crítico teatral Décio de Almeida Prado, que analisou "Eles Não Usam Black-tie", escreveu que a peça "põe diretamente o dedo na ferida. A greve é o seu tema ostensivo, uma greve operária, de reivindicação por melhores salários, que acaba por separar pai e filho".

Lélia Abramo também interpretou grandes clássicos do teatro, como "A Casa de Bernarda Alba", do espanhol Federico Garcia Lorca. Como atriz, atuou em 27 peças de teatro,14 filmes e, segundo dados da Secretaria de Cultura, em um número não contabilizado de peças de televisão que eram transmitidas ao vivo, sem gravação prévia.

Como cidadã, Lélia engajou-se na luta por liberdade de expressão durante todo o ciclo da ditadura militar, a partir de 1964. Foi presidente do Sindicato dos Atores do estado de São Paulo e liderou a luta pela legalização da profissão de ator, finalmente reconhecida em lei, em maio de 1978. Ela mesma recebeu a carteira de atriz com o registro número 1 da Delegacia Regional do Trabalho.

Teve atuação destacada na luta pela convocação da Assembléia Nacional Constituinte, nos anos 1970 e 1980, assim como nas discussões prévias e na formação do Partido dos Trabalhadores. Em 1982, foi vice-candidata ao governo paulista, na primeira eleição da qual participou o atual Presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, que à época candidatou-se a governador.

A última aparição pública de Lélia foi em 31 de março passado, no Auditório Elis Regina, na capital paulista. Foi homenageada, na ocasião, pela prefeitura de São Paulo, por sua luta por liberdades civis e democráticas durante o governo militar.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 11 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
06:04
Fotogaleria
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)