Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/10/2005 10:07

Leia Amplavisão, por Manoel Afonso

Manoel Afonso

ELEIÇÕES. A sinalização até aqui indica: o PMDB acabará indicando o vice de Lula, apesar do Garotinho insistir que é candidato. Renan Calheiros e Sarney vão costurando ao melhor estilo nordestino.

E AQUI? Boa pergunta. Ouço conversas e desabafos de deputados longe dos microfones na Assembléia. Tem gente só esperando o tempo certo para seguir outro caminho, longe do PT. Vão se agüentando como podem!

CANSOU? O estilo petista de governar por aqui parece ter se exaurido, não porque seria fraco, mas porque a tendência é de oxigenar. Como dois e dois são quatro: aqui sempre se votou no candidato e ponto final.

ANDRÉ-1 Não é unanimidade na classe política, mas pelas pesquisas, o preferido na capital e interior. Como as lideranças não querem ficar contra a correnteza, vão revendo conceitos nas relações com o ex-prefeito.

ANDRÉ-2 Algum dizem: ele lembra o estilo “paizão” de Pedrossian: centralizador, prático, decidido, mas que consegue transmitir confiança à sociedade. Tais predicados fazem parte da personalidade de André.

ANDRÉ-3. Ele sabe: governar a rica capital é diferente de administrar o Estado, com mais problemas do que soluções. Por isso, vem costurando alianças para viabilizar politicamente seu eventual futuro governo.

NA ASSEMBLÉIA. A primeira ação política de Zeca foi construir uma base sólida na Assembléia. Sem ela não teria ido a lugar algum. André quer Londres e Schimidt como parceiros nesta construção.

E MAIS... Juvêncio entendeu o momento, recuará para tentar a Assembléia. Ocorrendo isso, seria mais um nome forte de articulação de André. Ele foi prefeito da capital e tem seu cacife considerável para 2.006.

NA ASSEMBLÉIA. Conversei com o prefeito Adão, de São Gabriel D’Oeste. Acha que a região Norte não elegerá deputado estadual. Não faz segredo que é antigo companheiro de Rigo, para quem pede votos.

PEDROSSIAN. Deve ficar pronto até o final do ano seu livro de memórias, com 300 páginas. Leal de Queiróz de parceiro. Ele, quer eleger o filho Pepê deputado federal. Mas...de novo? Francamente.

DO LEITOR-1 ...arroz barato, real valorizado, dívidas não pagas, safras frustradas, arroba da carne bovina em baixa há três anos e agora a febre aftosa e embargo.. Nosso Estado, refém do agronegócio sentirá os efeitos.”

DO LEITOR-2 ...O referendo (cortina de fumaça?) mostrou: o PT não é mais referência ética e política, principalmente aos mais jovens.. Não é a venda legal de armas que produz violência. Lula perdeu. O medo venceu.

DO LEITOR-3 ...quem vai a Delegacia da Receita Federal confirma: seus funcionários deveriam também reivindicar abono salarial por “simpatia” ao público.. Só falta a placa com o aviso: “é proibido sorrir.”

EXCEÇÕES existem por aí. A cordialidade ainda não sumiu totalmente. Mas o contribuinte reclama da postura fria, proposital que funcionários públicos, na maioria, fazem questão de manter nesta relação.

SALAMES. Quem não está gostando do episódio da aftosa é Levy Dias e Londres Machado. Cada um deles vinha abatendo 4.500 suinos por mês no frigorífico do deputado Vadão, em Tupã, no interior paulista.

O DEPUTADO federal Vadão (PP) é de Estrela D’Oeste (SP), onde tem frigorífico de bovinos. Está na lista dos cassáveis, mas deve escapar. Transita bem no Governo e tem contrato para fornecer carne ao Exercito.

MARISA. Não é uma vice decorativa. Tem seu espaço na administração da capital e sua interlocução com eleitorado é boa. Sua equipe atende bem, dando assistência aos mais diferentes de problemas. Isso é política.

ARTISTAS. Vivem noutro mundo: da utopia, sem problemas. No referendo, pregaram o “sim” e acabaram criticados. Agora foram à Brasília levar manifesto à favor do Zé Dirceu. Ora! Paciência tem limite!

NELSINHO. Repercute bem a isenção de IPTU e taxas de serviços para aposentados e pensionistas que ganham menos que dois salários. Essa grana, não fará falta ao município, mas ajudará os beneficiados. E como!

INDIGNADO. Xixi é vereador do distrito de Paraíso, parceiro de Rigo. Na capital visita secretárias e órgãos e lamenta: “o Estado é lento para decidir e solucionar problemas simples. O eleitor não aceita isso.”

BANHO MARIA. É a tática adotada pelo PDT e PL em relação propalada parceria com o PT em 2.006. Schimidt e Londres apenas ganham tempo: só tem compromisso com Zeca nesta administração. 2.006 é fato novo.

CORAJOSO. Além de conhecimento jurídico e sensibilidade, exige-se coragem do Julgador. A postura do Desembargador Claudionor no episódio do abate do rebanho bovino foi bem isso. Sua decisão só ganhou elogios.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)