Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

23/02/2007 09:58

Leia Amplavisão, por Manoel Afonso

Manoel Afonso

BOM COMEÇO Os veteranos ocupando seus espaços e os novatos também à vontade neste início de legislatura. A deputada Dione, acometida de Dengue, foi a mais discreta e Kemp e Teruel os que mais falaram.

CUIDADO Montoro assumiu o Governo Paulista prometeu colocar Maluf na cadeia. Auditorias para todo lado e...nada! Um atestado de idoneidade ao “brimo”. Por isso, André é cauteloso quanto ao Governo Zeca.

NO ARREIO Para o deputado Cel. Ivan, Sergio Assis, que está no sereno, não pode questionar sua posição no PSB da forma como faz. Disse-me: não sairá da legenda e irá fortalecer o partido. Detalhe: tem mandato.

ARI ARTUZI Achei ele muito receptivo ao pessoal do PSDB na Assembléia. Seria seu caminho no futuro? O deputado Rezende errou ao criticá-lo, pois Artuzi poderá ser o fiel da balança na sucessão de Dourados.

DELÍRIO Duvido que Picarelli deixe a Assembléia para assumir a TVE. Neste caso, cabo Almi teria que renunciar à vereança para assumir. Como ele garantiu-me que não faria isso, sobraria para Raul Freixes.

CHIQUEIRÃO “Ano do Porco” para os chineses coincide com o apelido de chiqueiro, dado pela revista “The Economist” ao nosso Congresso, pelas sujeiras do passado e previsões para 2.007. Algumas delas:

INOCÊNCIO (aquele dos poços no Nordeste) virou Corregedor; Genoino, Maluf, e João Paulo Cunha (eles!) na CCJ – a comissão mais importante. Ao contrário de Roma, aqui a mulher do César não precisa parecer honesta.

CHINAGLIA André está certo. Não temos nada mais a perder. Não custa pedir! O porta voz de Zé Dirceu prometeu ajuda para o MS. Mas promessa de político em pleno carnaval é sucumbe na 4ª. feira de cinzas.

“ASPONES” Apadrinhados incompetentes, doidos por uma boquinha? Nem tanto: um ou outro vai além do verbo coçar. Sai governo...entra governo e apenas os personagens
mudam. Mas a pratica é 100% igual.

1-DO LEITOR: “ ...como dizia Jean Colbert: A arte da tributação consiste em depenar o ganso obtendo o maior número possível de penas, com o menor número de grunhidos.
A frase lembra a sanha de Lula e André”.

2-DO LEITOR: “ ...o PMDB não só envelheceu como diz na última coluna. Está acima do bem e do mal. Acha que tudo pode. A sociedade que elegeu Zeca foi a mesma que elegeu André e pode reprová-lo em 2.010”.

À PROPÓSITO: André sabe que tem lenha para queimar durante todo esse ano: o quadro lhe é favorável e tem maioria na Assembléia. E mais: Nelsinho tem aprovação folgada e caminha rumo a reeleição em 2.008.

PEPINOS Dívidas junto a União, estragos das chuvas, obras inacabadas, cedência de professores para Apae da capital, inclusão do Estado no PAC e melhoria da segurança. E o povo cobra soluções para ontem.

ANIMADO. Estive com Carlinhos Fernandes (Veigrande) na Governadoria. Patrão de 522 empregados nas suas 11 empresas, confia na capacidade de André e no preparo do sobrinho deputado, Marcio Fernandes.

UMA ZORRA! O poder dos 27 partidos sucumbiu com a força das 113 frentes (bancadas) na Câmara. Não se consulta o partido para defender e votar um projeto. O legislativo enfraquecido e o Executivo mais forte.

BORIS FAUSTO: “...o problema não é só a reforma política. Hoje, o sujeito vota, escolhe, mas o eleito pensa assim: bom, votaram para que eu pegasse esse emprego; agora é meu! O mandato vira propriedade particular.”

FOLCLORE. Castelo Branco morreu em 1967. Pediram 1 minuto de silêncio antes do jogo América e Botafogo. Vieram as vaias. Nelson Rodrigues anotou: “O Maracanã é implacável: vaia até minuto de silêncio”.

“TURISMO DA SAÚDE” Ambulâncias e vans continuam chegando todos dias à capital. O interior investe pouco em saúde. A nossa Santa Casa não suporta a demanda e o SUS paga muito pouco, aquém dos custos.

EXEMPLO: O SUS paga só R$317,39 pelo parto e o preço normal por aí é R$900,00. O Governo mete a mão na verba da saúde, não corrige a tabela e nem regulamenta a Emenda Constitucional 29. Só prosopopéia!

LONDRES Racional, foge dos holofotes, das polêmicas e tem sua imagem preservada junto à opinião pública. É exatamente essa auto crítica que falta à maioria dos homens públicos, que se desgastam precocemente.

SEM TRÉGUA A guerra entre André e o grupo Correio do Estado prossegue. Ambos turrões, têm dado mostras que não baixarão fácil as armas. Frustradas até aqui, as tentativas da turma do “deixa disso”.

CLODOVIL: “... As pessoas pensam que os egoístas conseguirão alguma coisa. Eles não terão nada... tudo fica aqui. Se até o corpo fica debaixo da terra, imaginem os atos! Tudo vai embora, não é, deputado Paulo Maluf ”?

“HÁ INVASÕES COMPREENSÍVEIS.” MINISTRO G. CASSEL (DES. AGRÁRIO)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)