Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

15/06/2012 13:35

Leia Amplavisão, por Manoel Afonso

Manoel Afonso

DAGOBERTO  O pleito da capital está amarrado a sucessão estadual, com o PDT apoiando Nelsinho e André em 2014. Pelas pesquisas qualitativas, a candidatura de Giroto ganharia muito com a companhia do ex-deputado.

INTENÇÕES   Para os observadores, Azambuja teria razoável espaço para crescer. Vai depender de alguns fatores ao longo da campanha. Ele quer se fortalecer na capital visando suas futuras disputas. Ele se espelha em André.

VANDER O que fazer para vencer essa terrível  barreira da rejeição?  Deixou de ser militante para virar cardeal que busca  ‘emendas parlamentares’. Virou candidato de esquemas municipais. Falta-lhe popularidade e carisma.

BERNAL Como antes: só. Líder dele próprio. Não se reciclou; não se desarmou politicamente. Traz o espírito da vereança, onde não agregou companheirismo no PP. Supera o Antonio Cruz  no individualismo partidário.      

ELEIÇÕES  Não há vacina e nem tratamento preventivo contra os efeitos da ‘mosca azul’, atraída principalmente pela vaidade e ambição de poder.  O imaginário universo político seduz, dando asas a projetos utópicos inclusive.

MEMÓRIA  Só Christopher Reeve, no papel do repórter Clark Kent tinha poderes para trocar  em ‘segundos’ de personagem/roupas na cabine telefônica, transformando-se no Superman, capaz de resolver todos os problemas da cidade. 

A POLÍTICA  exige algo mais que apenas essa vontade de servir ( ou de se servir) através  do poder. O sucesso na iniciativa privada,  por exemplo, é referência, mas não é passaporte carimbado  para a vida pública. 

O ELEITOR  separa as situações. Em casa cidade afloram os exemplos envolvendo profissionais liberais, empresários e ‘gente do ramo’. Cada candidato com sua história e projeto inseridos no contexto sócio econômico da comunidade.

O DESAFIO  de cada um deles é se encaixar no leque de aspirações do eleitor, esse personagem às vezes individualista, passional e frio-calculista. A cada eleição chega-se a conclusão de que ainda conhecemos pouco do eleitor. Não é?

OS CIENTISTAS  políticos tem suas teorias e deduções, mas não são pragmáticos nas exposições. Prefiro a análise mais objetiva das pesquisas, das urnas e do que se consegue extrair da livre manifestação do dia a dia.

CENÁRIO  Para os políticos interioranos acabou a velha fidelidade das famílias. O voto ficou individual; cada qual com sua visão/interesse. O poder patriarcal não interfere  mais na opção política da mulher e dos próprios filhos.

MUDANÇAS  As grandes famílias enfraqueceram pela perda patrimonial e  divisões   naturais pelo aculturamento da nova geração. Impossível a união de todos os membros para transformá-la na força decisiva como  antigamente. 

E MAIS...  A dependência econômica pela relação empregatícia não vincula mais o voto do empregado à preferência patronal. Às vezes essa divergência sinaliza mais um gesto de libertação política do que conscientização do empregado.

E AGORA?  Bastariam candidatos idôneos, discursos moralistas/ propostas geniais? Se estivéssemos na Suécia e Dinamarca talvez! É igual no casamento: se exige namoro, noivado, festa, bolo e lembrancinhas para dar o clima do evento.

MARKETING Antigamente bastava uma corneta de som no caminhão e cartazes  de gráficas amadoras. Agora a imagem do candidato vale igual ao seu discurso. Há todo um aparato sofisticado que custa muito caro. E como custa.

‘ASTRO’ O eleitor foi contaminado pelo padrão de estética da TV. Seu senso crítico passa pela imagem, expressão facial, roupas, cor da gravata e cabelos do candidato. Confunde ou compara inconscientemente o candidato com o ídolo.

LENDA  “Quem gosta de pobreza é intelectual”. O eleitor precisa ter orgulho do seu candidato. E aí recorrem à tecnologia fotográfica para corrigir imperfeições e melhorar o visual nos cartazes e santinhos em papel colorido/brilhante.

ARMAS  A internet acabará influenciando na campanha de acordo com o nível do eleitorado. O mesmo se pode dizer das emissoras comunitárias de rádio das cidades menores. Quem souber usar bem, levará algum tipo de vantagem.

COMÍCIOS  Ficaram engessados pela lei, mas no interior ainda mantém o charme e a influência sobre parte dos eleitores indecisos. O problema é equacionar o tempo para o discurso de todos os candidatos à vereança. ‘Operação de guerra.’

CANDIDATO a vereador não admite ficar sem falar. É questão de honra! Em muitos casos o silêncio seria mais vantajoso. O discurso representa uma sabatina, espécie de provação para ‘a vida pública’. É assim pelo Brasil afora.

CHANCES  Pelas pesquisas poucos eleitores já escolheram seu candidato à vereador.  Quanto menor o colégio eleitoral, maiores as chances dos postulantes. Em algumas cidades do MS será possível se eleger com menos de 200 votos.

INTERIOR  Candidato à vereança não pode exigir ‘atenção especial’ do candidato a prefeito. Criaria ciúmes/problemas na campanha. Cada qual deve imprimir seu estilo, segundo suas condições e relações pessoais na comunidade.

A defesa é tão importante quanto a acusação”. (Márcio T. Bastos)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)