Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

03/03/2006 10:31

Leia Amplavisão, por Manoel Afonso

Manoel Afonso

PINÓQUIO? Bem que eu desconfiava! Para mais de 70% dos internautas que votaram na pesquisa do Campograndenews, o governador Zeca não estaria sendo sincero na sua decisão sobre a candidatura ao senado.

COMPRA DE VOTOS. Praga universal. Kennedy brincava que havia recebido o seguinte um telegrama de seu pai: “Não compre votos além do necessário. Detestaria ter de pagar por uma derrota arrasadora.”

MARKETING. Kennedy não chegou à Casa Branca porque era o melhor .Atrás dele, uma máquina colossal guiada por seu pai, embaixador em Londres na 2ª Guerra. No poder, também fez muita besteira. Se fez!

DA PARAÍBA. Famoso por suas frases de autoglorificação, o ex- governador João Agripino tinha a “modéstia costumeira” de dizer nas solenidades: “Deus estava com mania de grandeza quando me criou.”

DO PIAUÍ. Se o atual governador atende pelo nome de Mão Santa, o ex-governador e senador Hugo Napoleão, foi bebê americano. Filho de diplomata, nasceu no Oregon. Como se vê, o Piauí não é chic por acaso.

ENCRUZILHADA. Tenta a reeleição, postula uma vaga na Câmara, negocia espaço com o futuro governador ou simplesmente vai cuidar das fazendas. Essas as opções do deputado Orro, que não pede segredo.

“O JOGO está apenas começando, mas a impressão é a de que o último pênalti será batido por Lula, que terá a bola (leia-se também a caneta) na mão. Claro, se escapar da falta cometida no meio de campo do mensalão. (Gaudêncio Torquato)

NELSINHO. Além da boa performance como administrador, inclusive contra a maré das chuvas, demonstra ter rins poderosos: de um lado agüenta a marcação do André e do outro de Antônio João. E ainda sorri!

DO LEITOR. “...e o prometido “espetáculo do crescimento”? Só ganhamos do Haiti em guerra.... Perdemos para a Argentina Peru, Honduras, Colômbia e outros. E o “vôo de galinha” na economia continua.

SUCESSÃO. Não é preciso ser mago para prever: quando mais Lula cresce, mais as chances do PMDB lançar candidato diminuem, enquanto Serra pensará duas vezes para
largar o certo (prefeitura) pelo duvidoso.

“SAÚDE”. Faculdades carentes de melhores condições, hospitais públicos sucateados
e denúncias dignas de filme de terror. Se não bastasse o caso do Rondon, agora estourou a bomba do Maksoud. O CRM vai funcionar?

ENTRAVE. Impressiona a solidariedade entre colegas de branco, mesmo em casos de perícia técnica para avaliação de conduta de médicos. Mas esse corporativismo acaba prejudicando quem é ético e competente.

“COICIDÊNCIA”. Propaganda mostra nos jornais o perfil da Taurus, exatamente quando repercutem as críticas sobre sua performance exuberante junto ao Governo do Estado. Mas a versão vale mais que o fato.

REVOLTADO, desabafa o leitor: “...os ministros do STF estão à salvo é claro, mas nós pobres mortais, obrigados a conviver com os autores de crimes hediondos que logo estarão por aí. Esse país não tem jeito mesmo!”

Á PROPÓSITO. Atacamos as conseqüências e ignoramos as causas. Pífia a tese da “ ressocialização do preso” para aliviar o problema carcerário. Ora! Dignidade para quem merece e o rigor da lei para quem precisa!

E AGORA? A CNBB não engoliu a tática do PT de fazer inclusão social pela barriga e transformar o país no paraíso dos juros altos. Decepcionada, a Igreja está cobrando os tais empregos prometidos em campanha.

AINDA. Muito boa a propaganda do deputado Murilo, na TV., falando dos absurdos da política monetária do Governo, que atrai especuladores de fora para aplicar aqui, baixando o dólar e eliminando empregos.

ESPERE:! O filme de terror continua! Após a aftosa, quebra de safra, gás da Bolívia e corte de verbas de Brasília, vem aí a gripe aviária. Desemprego, milho e soja em baixa,
menos riqueza e impostos. É mole?

CAÇA VOTOS. Em 2.002 o evangélico Adair Martins, obteve 6.523 votos pelo PRTB. Ainda sonhando com a Assembléia, ele agora defende o eleitor consumidor num programa na TV. Guanandi. Sacou?

VERDADE? E o PMDB insiste na propaganda de TV que irá lançar candidato próprio, usando velhos bordões. Tudo não passa de jogo de cena: tática de valorização. Com
Rigotto e Garotinho não chega a Terenos.

INCOERÊNCIA. Impressiona a imaginação de petistas daqui ao admitirem alianças esquisitas. Como o PT não fala mais em ética, topa se unir com qualquer um, inclusive com aqueles que ele tanto criticava até ontem.

PONTO FINAL. O marasmo, o jogo de cartas marcadas e o proselitismo esvaziaram a CPI dos Correios. O Ibope acabou! O telespectador não suporta mais os mesmos papos e figuras. Será que não avisaram o Delcídio do seu desgaste? A decepção da opinião pública é proporcional à expectativa inicial. Vamos virar a página?

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)