Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

14/11/2005 07:02

Leia a íntegra do Café com o Presidente

ABr

Luiz Fara: Bom dia, presidente.

Presidente Lula: Bom dia, Luiz.

Luiz Fara:: Na semana passada, na inauguração de uma linha de transmissão de energia elétrica em Assis, lá no interior de São Paulo, o senhor disse que o Brasil não corre o risco de sofrer um novo "apagão". O que pode nos dar esta garantia, presidente?

Presidente Lula: Primeiro, Luiz, nós temos que recordar para nossos ouvintes o que aconteceu em 2001. Em 2001, tivemos um "apagão" que causou enormes prejuízos à economia brasileira, causou enormes prejuízos ao povo brasileiro porque aconteceu o seguinte: nós tivemos que fazer contenção de gasto de energia elétrica porque não tinha energia. E quando resolveu o problema, ou seja, nós tivemos que pagar por uma energia que não utilizamos porque as empresas alegaram prejuízos. Então, nós pagamos duas vezes: pagamos porque não usamos a energia e depois pagamos porque tivemos de garantir o lucro das empresas.

E por que aconteceu isso? Primeiro, porque houve um desleixo durante muito tempo em não construir as hidrelétricas que o Brasil precisava. Depois, nós não tínhamos uma interligação entre os vários sistemas de produção de energia. Só para que os nossos ouvintes entendam, tínhamos em 2001 um excesso de chuvas e, portanto, de água nas represas do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, e não tínhamos em São Paulo e Minas Gerais. Como não tinha linha de transmissão para trazer energia de lá para cá, nós não pudemos produzir no Sul o excesso de energia que poderia resolver o problema de São Paulo, de Minas Gerais ou do Rio de Janeiro.

Luiz Fara: É presidente, do "apagão" de 2001 ninguém esquece, mas vou pedir para o senhor citar o que seu governo tem feito para evitar que aqueles mesmos problemas aconteçam novamente.

Presidente Lula: Luiz, nós resolvemos fazer uma verdadeira revolução na construção de linhas de transmissão no nosso país. Só para ter idéia, em 34 meses nós já produzimos 9.627 quilômetros de linhas de transmissão. Isso representa um aumento de 13%, com investimentos de R$ 5 bilhões. Agora, vamos ter um outro leilão que vai envolver 3.422 quilômetros de linhas de transmissão, que vão do Pará ao Rio Grande do Sul, com investimentos de quase R$ 3 bilhões.

Quando nós concluirmos esse segundo leilão que vai terminar as obras em 2007 - mas o leilão será feito este ano - o que terá acontecido no Brasil? Terá acontecido no Brasil uma extraordinária novidade. O sistema todo estará interligado. Então, quando tiver excesso de energia no Norte do país, você pode transferir a energia para outra região Quando tiver excesso de energia aqui no Centro-Oeste, você pode transferir essa energia, por causa das linhas de transmissão que nós fizemos, para outras regiões do país, evitando assim que ocorra um novo "apagão". Além disso, estamos com 15 hidrelétricas em construção, vamos ter leilões agora em dezembro, estamos construindo duas termelétricas.

Luiz Fara: Já esta claro né, presidente? A energia é um dos fatores que garantem o desenvolvimento.

Presidente Lula: Luiz, o Brasil finalmente já entendeu que para que um país cresça ele tem que ter algumas coisas que são essenciais. Ele tem que ter muita obra de infra-estrutura. E a principal delas é a energia porque uma empresa estrangeira, quando quiser fazer investimento no Brasil, a primeira coisa que ela vai perguntar é o seguinte: no Brasil tem energia para eu poder produzir? Se tiver energia, ele vem. Se não tiver energia, ele não vem, vai para outro país. Portanto, nós precisamos garantir a energia. Por isso, eu digo que, com os projetos que estamos fazendo e com o que já foi feito, estamos garantidos pelo menos até 2009, 2010. E com os projetos que estão em andamento, nós pretendemos garantir sempre por cinco, seis, até dez anos à frente, para que a gente não corra nenhum risco na produção de energia no nosso país.

Luiz Fara: Agora, presidente, na hora de escolher as empresas que fariam as linhas de transmissão de Assis, o governo garantiu a participação de empresas públicas e exigiu o menor preço. O próximo leilão de transmissão, marcado agora para o dia 17, vai ser assim também, presidente?

Presidente Lula: Olha, eu acredito que havia um erro feito no passado que proibia as empresas públicas, como Furnas, como Eletrosul, de participarem dos leilões. Nós abrimos para que as empresas públicas participassem e não aconteceu o que diziam há 10, 15 anos atrás, que não poderiam entrar as públicas pois só elas ganhariam. Entraram as públicas e não ganharam. Ganharam as empresas privadas que ofereceram o preço mais barato. Então, a lógica é essa: quem oferecer um menor preço e a melhor qualidade ganha o leilão, pode ser empresa privada, pode ser empresa pública. O que nos queremos é qualidade e energia, porque isso nos dá muita tranqüilidade e nos dá a certeza de que o Brasil finalmente tem o "apagão" apenas como fato histórico, que não voltará nunca mais.

Luiz Fara: Presidente, obrigado pela entrevista e até a próxima semana com mais um Café com o Presidente.

Presidente Lula: Até a próxima semana, Luiz. E quero aproveitar e agradecer aos nossos ouvintes, mais uma vez, pelo carinho que têm dedicado ao programa.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)