Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/02/2006 07:05

Leia a íntegra do Café com o Presidente

Agência Brasil

Luiz Fara Monteiro: Bom dia amigos em todo o Brasil. Eu sou Luiz Fara Monteiro e começa agora mais uma edição do Café com o Presidente, o programa de rádio do presidente Lula. Bom dia, presidente.

Presidente Lula. Bom dia, Luiz.

Luiz Fara Monteiro: Presidente, na sexta-feira o senhor comemorou a concretização do primeiro contrato de compra de biodiesel pela Petrobras. Esse óleo é considerado o combustível do futuro. Por que o biodiesel é tão importante, presidente?

Presidente Lula: Ele é importante porque ele vai permitir que a gente tenha uma alternativa ao petróleo. O petróleo, que está cada vez mais caro, e o petróleo que tem um fim. Vai chegar um momento em que não vai ter mais petróleo, e o Brasil precisa se preparar para esse momento, criando alternativas. O biodiesel é produzido de oleaginosas: mamona, pinhão manso, girassol, soja, dendê. Têm várias plantas que produzem frutos que dão o biodiesel. O Brasil está fazendo uma pequena revolução desde a descoberta do biodiesel pelo cientista e pesquisador Expedito Parente, cearense que criou o biodiesel, que patenteou na década de 80. Somente em 2003, nós começamos a transformar o biodiesel em uma alternativa de combustível concreta. Qual é o nosso plano? O nosso plano é primeiro, até 2008, todos os caminhões, tratores, carros utilizarem o óleo diesel com uma mistura de 2% de biodiesel. E até 2013, a perspectiva é utilizar 5% de biodiesel. Eu acho que esse tempo nós vamos superar porque a necessidade está exigindo que nós sejamos mais rápidos nisso.

Luiz Fara Monteiro: Esse pequeno produtor que está plantando pensando no biodiesel, presidente, ele está com a venda garantida do seu produto?

Presidente Lula: A vantagem do biodiesel, além de ser uma coisa produzida pelo trabalhador brasileiro, plantada pelo trabalhador brasileiro, colhida pelo trabalhador, moída pelo trabalhador e transformada em combustível pelo trabalhador brasileiro, é a ajuda substancial que vai dar ao pequeno agricultor brasileiro, ao assentado, aos trabalhadores sem terra, aos trabalhadores assalariados no campo. Por que? A grande novidade da semana passada é que a Petrobras entrou no leilão e ela está agora comprando biodiesel. Nós vamos ter outro leilão no mês de abril que vai comprar mais 500 milhões de litros de biodiesel, o que vai possibilitar a geração de milhares de empregos e vai possibilitar uma economia de dinheiro que o Brasil teria de gastar importando petróleo. O governo não vai precisar importar mais e, portanto, esse dinheiro vai ficar aqui para que a gente possa investir ainda mais na produção de biodiesel. É um programa que eu tenho como programa dos meus sonhos, porque é um programa que vai permitir que algumas regiões mais empobrecidas do país... por exemplo, no Nordeste brasileiro, a região do semi-árido; em Minas Gerais, por exemplo, o Vale do Jequitinhonha; no Norte do país, nos estados do Amazonas, Acre, Amapá, Pará, a gente vai poder produzir biodiesel de dendê. Então, vai ser uma revolução na geração de empregos, sobretudo para a agricultura familiar.

Luiz Fara Monteiro: Você está ouvindo o Café com o Presidente, o programa de rádio do presidente Lula. O senhor acredita mesmo que o Brasil pode chegar a ser o grande fornecedor mundial de biocombustível?

Presidente Lula: O Brasil pode. O Brasil pode, o Brasil tem condições, tem terra. O Brasil tem trabalhadores, o Brasil tem sol, o Brasil tem água, ou seja, o Brasil tem tudo que é preciso para a agricultura produzir. Nós temos que poluir menos o planeta. Países importantes como Estados Unidos, Japão, Alemanha, França, toda a Europa e todo o mundo desenvolvido vão precisar utilizar o biodiesel ou o álcool. Agora nós vamos oferecer uma alternativa aos países ricos que podem fazer com que suas indústrias, seus investimentos, se dirijam a países mais pobres como os países da América Latina, o Brasil, os países mais pobres dos africanos, desenvolver esses países produzindo o biodiesel para ser utilizado nos países ricos. Eu acho que o planeta terra vai agradecer ao mundo por ter criado uma alternativa menos poluente do que o óleo diesel e a gasolina.

Luiz Fara Monteiro: Esse é o Café com o Presidente, o programa de rádio do presidente Lula. Essa semana o senhor vai para a África, visita quatro países. O que o senhor vai discutir nesses encontros?

Presidente Lula: Eu vou à Argélia, Benin, Botswana e África do Sul. Nós estamos cumprindo um compromisso internacional para fazer com que o Brasil mantenha melhores relações com esses países, para que a gente possa aumentar com alguns deles o nosso comércio e para que a gente possa estreitar ainda mais a nossa relação com a África. Eu embarco na terça-feira (7) à noite e é, possivelmente, a minha última viagem à África este ano, mas, se Deus quiser, eu fico torcendo para que quem vier a ser presidente da República depois de mim continue dando atenção à África porque a África merece o nosso respeito.

Luiz Fara Monteiro: OK, presidente. Obrigado e até a semana que vem com mais uma edição do nosso programa.

Presidente Lula: Obrigado a você, Luiz. Lembrando a você que nós vamos gravar o próximo programa lá da África do Sul.

Luiz Fara Monteiro: Faremos um programa Café com o Presidente direto da África na próxima segunda-feira. Obrigado a você que nos acompanhou e até a próxima. Acesse o programa também na internet: www. radiobras.gov.br



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)