Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

05/02/2007 07:01

Leia a íntegra do Café com o Presidente

ABr

Brasília - Apresentador: Olá, amigos, em todo o Brasil. Eu sou Luiz Fara Monteiro. Começa o Café com o Presidente, o programa de rádio do presidente Lula. Tudo bem, presidente?

Presidente Lula: Tudo bem, Luiz.

Apresentador: Presidente, eu estou olhando aqui sua agenda, e o senhor vai amanhã ao Rio de Janeiro dar sinal verde para uma das obras previstas no PAC, o Programa de Aceleração do Crescimento. O senhor também vai visitar as instalações dos Jogos Pan-Americanos. Os jogos acontecem em julho, estão quase chegando. O que o senhor vai ver lá, presidente?

Presidente Lula: Luiz, na verdade, nós vamos fazer duas coisas importantes no Rio de Janeiro, na terça-feira. Eu vou visitar o Centro de Operações Tecnológicas, que é um centro que vai praticamente cuidar do Pan no que diz respeito à informação, no que diz respeito ao controle do Pan. E, ao mesmo tempo, nós vamos assinar um convênio com o governador Sérgio Cabral para a construção do projeto executivo do Arco Rodoviário do Rio de Janeiro, que é uma obra muito difícil, uma obra que é numa área virgem ainda. Não tem estudo ainda do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). Eu penso que o projeto poderá ficar pronto até o mês de junho para, depois então, a gente fazer licitação e começar essa obra, que é extremamente importante para desafogar o trânsito do Rio e para facilitar o acesso da produção de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, ao Porto de Itaguaí. Isso é uma coisa muito importante. É uma obra que durante três anos ficou se discutindo se era do governo do estado ou se era uma PPP (Parceria Público-Privada). Agora, quando nós construímos a proposta do PAC, nós resolvemos colocar dinheiro da União para que a gente faça essa obra e pare de discutir quem vai fazer. Vamos fazer em parceria com o governo do estado, porque o povo do Rio de Janeiro não pode ficar esperando e, muito menos, o povo brasileiro que quer ver o Rio progredir cada vez mais. Uma outra coisa importante, Luiz, é a questão dos Jogos Pan-Americanos, porque quando o Rio conquistou o direito de realizar os Jogos Pan-Americanos, eu tinha consciência de que iria caber ao governo federal um trabalho minucioso, junto com o governo estadual e com o governo municipal, para que a gente fizesse parcerias concretas e objetivas, para que a gente pudesse dar exemplo ao mundo de que se nós fizermos um Pan que seja uma marca registrada de boa qualidade, a gente pode se cacifar para amanhã querer, quem sabe, sediar umas Olimpíadas.

Apresentador: Esse é o Café com o Presidente, o programa de rádio do presidente Lula. Presidente, qual é participação efetiva do governo federal na organização dos Jogos Pan-Americanos?

Presidente Lula: Só do governo federal serão aproximadamente R$ 1,5 bilhão, dos quais R$ 385 milhões serão gastos para um sistema moderno de segurança, que não vai sair do Rio de Janeiro quando terminar o Pan. Na verdade, esse sistema de segurança que estamos fazendo vai ser um modelo para o Brasil, vai ficar sediado no Rio. Quando nós precisarmos de uma segurança especializada, nós já temos um modelo, um projeto, uma coisa funcionando bem.

Apresentador: Então, não é só o esporte que vai se beneficiar com o Pan no Rio?

Presidente Lula: Não, não. Não é só o esporte. Veja, o esporte é a principal razão da existência do Pan, mas o que nós precisamos é...Se nós quisermos, primeiro, dizer ao mundo que temos competência para preparar uma atividade como essa, que vai envolver mais de 5 mil atletas, que vai trazer a imprensa do mundo inteiro, é quase um cartão-postal, é quase um cartão de visitas para o Brasil dizer: olhe, nós temos competência para fazer Jogos Pan-Americanos e, portanto, nós vamos querer pleitear, daqui a algum tempo, uma Olimpíada, como nós estamos agora, pleiteando a Copa do Mundo de 2014. Cada evento desse que nós fizermos, temos que mostrar competência, fazer a coisa com muita qualidade, garantir a segurança. É por isso que estamos investindo dinheiro para recuperar o aeroporto Santos Dumont, deixar o aeroporto moderno. Para que os atletas, quando começarem a chegar, já tenham o mar, o Pão de Açúcar, aquela geografia extraordinária do Rio de Janeiro... também tenham aeroporto digno para receber os atletas do mundo inteiro.

Apresentador: O governo federal vai dar alguma atenção especial para a área social no Rio de Janeiro, presidente? As comunidades carentes, por exemplo, como é que o senhor vai tratar dessa questão?

Presidente Lula: Em toda discussão que fiz, uma das novidades do tipo de segurança que vamos fazer lá no Rio é que estamos envolvendo praticamente 10 mil jovens das comunidades nas atividades do Pan. Jovens que estão fazendo curso de inteligência, de espanhol, fazendo curso de inglês, ou seja, queremos aproveitar essa juventude para que quando terminar o Pan, a comunidade esteja mais preparada para o dia seguinte. Acho que é uma coisa extremamente importante, porque pensar segurança envolvendo a comunidade e pensar Jogos Pan-Americanos envolvendo a comunidade são duas novidades que, penso, darão bons resultados, quem sabe até merecerão medalha de ouro quando terminar os Jogos Pan-Americanos. Esse é o nosso desejo e é, por isso, que vamos fiscalizar. Eu quero te dizer uma coisa: como o PAC, que eu vou fiscalizar e a cada 15 dias, a ministra Dilma e o conselho gestor, que vai tomar conta das obras, vão me prestar contas a cada 15 dias, o que está acontecendo, qual é a dificuldade... também os Jogos Pan-Americanos agora vão ser assim. Assumimos o compromisso de fazer o Pan. Temos que fazer não apenas o Pan, mas o melhor Pan já feito no continente americano.

Apresentador: OK, presidente. Obrigado pela conversa e até semana que vem.

Presidente Lula: Obrigado a você, Luiz. Eu espero que você seja um fiscal do Pan até o dia em que começarem os Jogos do Pan.

Apresentador: Com muito prazer. Você acessa esse programa também na internet: www.radiobras.gov.br. Um abraço e até a próxima segunda-feira.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)