Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

03/03/2007 16:57

Leia a íntegra da entrevista de Lula na Guiana

Flávia Peixoto/ABr

Georgetown (Guiana) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva comentou, em entrevista na 19ª reunião do Grupo do Rio, o anúncio feito ontem (2) pelo ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, de que o governo pretende regulamentar o direito de greve dos servidores. Confira a fala do presidente na íntegra:

“Eu não sei o que o Paulo Bernardo falou e não sei o que vocês interpretaram. O dado concreto é que nós vamos mandar ao Congresso Nacional a Convenção 151 da OIT [Organização Internacional do Trabalho].


A convenção da OIT garante a livre contratação coletiva do trabalho. E quando você faz a livre contratação coletiva, você regulamenta todo o rumo do trabalho no setor público. E quando você fala em regulamentação você pode limitar ou pode não limitar, depende dos acordos que você fizer.

De forma que nós temos que mandar a convenção. O Brasil é signatário, mas não foi aprovado pelo Congresso Nacional ainda. Ela garante efetivamente que o movimento sindical tenha mais liberdade, garante que a livre negociação e o contrato coletivo seja uma coisa permanente entre o estado e o setor público, de forma que será um ganho extraordinário para as relações de trabalho no Brasil, se a gente conseguir aprovar no Congresso Nacional uma convenção da OIT".

[Sobre a proibição de greve em determinados setores] "Depende do acordo que você fizer com o sindicato. Eu vou dar um exemplo pra você. Quando eu era presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, nós decretávamos greve em algumas empresas e alguns setores nós acordávamos que não iriam parar.

Cada negociação que você coloca em cima da mesa você estabelece a regra. Num momento você pode chegar à conclusão que um setor não pode fazer greve. Por isso que se chama contratação coletiva do trabalho. Na medida em que exista liberdade para a negociação, vai ter que aumentar a responsabilidade do governo, vai ter que aumentar a responsabilidade dos sindicatos."

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)