Cassilândia, Terça-feira, 17 de Janeiro de 2017

Últimas Notícias

23/05/2007 06:28

Leia a íntegra da carta do ministro Silas Rondeau

Ana Paula Marra/ABr

Brasília - O ministro das Minas e Energia, Silas Rondeau, pediu demissão do cargo após suspeitas de envolvimento com as fraudes em licitações e obras públicas, investigadas pelo Ministério Público Federal e Polícia Federal. A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República divulgou a carta. No documento, o ministro se defende da "injustiça" das denúncias e agradece ao presidente a confiança em seu trabalho. Leia a íntegra da carta enviada:

"Excelentíssimo Senhor Presidente da República,

Como é do conhecimento de Vossa Excelência, estou sendo submetido a um processo que me causou dano pessoal irreparável. A investigação da Polícia Federal, em curso perante o Superior Tribunal de Justiça, não envolve a minha pessoa, até porque como ministro de Estado só seria objeto de investigação no Supremo Tribunal Federal.

A situação em si caracteriza descabidas e injustas inverdades que impõem a mim, neste momento, dedicar-me inteiramente a defender minha honra e a minha história de vida, jamais questionadas em vários anos de serviços públicos prestados ao país no desenvolvimento do setor elétrico.

Servi ao governo de Vossa Excelência com a máxima lealdade e correção, seja na Presidência de Empresas Estatais do Setor Elétrico, seja como ministro de Estado. A vossa excelência sempre serei grato pela confiança e pela oportunidade de trabalhar pela grandeza do nosso país.

Todavia, a injustiça que recaiu sobre a minha pessoa leva-me a solicitar a Vossa Excelência minha exoneração, a fim de melhor proteger minha pessoa, minha família, minha honra, minha história e permitir ao governo que siga com todas as energias voltadas para o crescimento o país, a implementação do PAC e o desenvolvimento do setor energético.

Reafirmo a Vossa Excelência minha total inocência e renovo meus desejos de pleno sucesso na condução dos destinos do Brasil."




Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 17 de Janeiro de 2017
Segunda, 16 de Janeiro de 2017
10:04
Coluna da juíza Luciane Buriasco Isquerdo
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Domingo, 15 de Janeiro de 2017
12:53
Cassilândia
10:50
Loterias
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)