Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/05/2005 08:44

Leia a coluna Amplavisão, por Manoel Afonso

Manoel Afonso/TV Record

IMAGEM. Segundo a mídia, ela é tudo em nossos dias. A sociedade consumista assimilou o recado rapidamente em todos seus segmentos. Vai da pessoalidade, aos produtos e chega às empresas inclusive.

NOBLESSE OBLIGE. Também na vida pública, os cuidados com a imagem contam pontos à favor: a escolha da roupa certa e a postura em público . Câmeras de TV e lentes fotográficas não perdoam: mostram tudo!

LULA. Trocou de roupas no poder, mas sua postura incompatível com a liturgia que o cargo exige em qualquer ocasião. De nada adianta o lindo terno Armani, se há avacalhação com o uso do boné numa solenidade.

COMPARANDO. O que sobra em Londres Machado, falta a Lula e ao Zeca. Em volta do deputado há sólida blindagem, evitando desgastes na exposição ao público. Só aparece no momento certo e como manda o figurino.

LONDRES é cuidadoso com a imagem. Só fala sobre o que conhece e respeita o ambiente e a inteligência dos presentes. Está sempre bem informado sobre os fatos e pessoas. Não avança o sinal, não municia adversários.

MUITOS políticos poderiam ter aprendido regras básicas de comportamento com FHC, Sarney Levy Dias e Flávio Derzi, por exemplo. Ora! Nem os tais intelectuais petistas de ontem, gostam mais de pobreza e feiura.

A DUPLA. Arroyo e Vander são os queridinhos do prefeito Mané Ovídio, de Paranaíba, que confessa a fidelidade nas entrevistas. Ambos tem viabilizado recursos e garantiram um bom cabo eleitoral em 2.006.

SEMY FERRAZ. Para ele, seria pior se o prefeito Mané apoiasse um outro candidato da própria cidade, centenária e conservadora. Em tempo: cresce o cacife de Marcelo Miranda para ocupar a direção do Denit nacional.

AKIRA. Falei com ele “ bem baixinho” e prometi-lhe segredo que não vou cumprir. Com paciência oriental posta-se como Buda, só ouvindo. Embarcará logo no PMDB e assegura sua 7ª eleição. Perguntem a ele!

KEMP. Não esconde nada! Disse-me que eleição do diretório é uma coisa e que eleição de 2.006 é outra coisa. É minoria no PT, mas não entrega a rapadura. Seu eleitor é cativo e joga na ponta esquerda. Mas vai perder.

DAGOBERTO. Queimou o filme com esse papo escabroso de usina na Bacia do Pantanal e ao culpar a mídia. Ora! Também somos paulistas e sabemos dos estragos que as usinas causaram ao meio ambiente de lá.


QUEM PERDE mais? O PMDB, com os casos RDM e da venda da área do Papa por André; ou o PT com a denúncia de assassinato contra Paulo Duarte? Águas distintas, mas que desaguarão no leito maior das eleições.

CÂMARA. O caso P.Duarte ignorado na tribuna. Um exemplar do “Correio Brasiliense” circulou lá. Um vereador disse-me que esse episódio tem o cunho moral, enquanto o da venda da área do Papa é apenas. administrativo.

QUESTÕES. Antônio João quis só mostrar sua força com esse “fogo amigo”? Fim do projeto político de P. Duarte? A defesa de Zeca foi eficiente? Qual a reação do MP? Quais os próximos capítulos?

OS NÚMEROS: O MS. tem o maior índice de acesso a justiça gratuita do pais: 78% dos
processos. ( quanta pobreza!) Enquanto isso, o TJMS julga 86% dos processos distribuídos anualmente. Prova de agilidade!

NA ASSEMBLEIA. Claudio Valério (Anastácio) e Djalma Furquim ( A. Tabuado) chorando as mágoas com a queda de 50% do índice do ICMS de seus municípios. E sem grana, é difícil resgatar promessas.

MARACUTAIAS. Manter a entidade unida, no combate aos absurdos contra a sociedade, continua sendo um dos seus objetivos. Para Geraldo Escobar, a OAB saiu fortalecida do encontro nacional em Bonito.

COERÊNCIA. A opinião do Des. João Maria Lós, contrária ao desarmamento, não é apenas corajosa. Vai de encontro ao que detectam as causas reais da violência: a falta de educação, o desemprego e a impunidade.

SANTOS. O deputado Roberto Jefferson, os deputados de Rondônia, o Maluf, e aqueles prefeitos de Alagoas, são ingênuos, com direito a canonização inclusive. Um povo frouxo como nós, não merece coisa melhor.

A GRANDE CHANCE. Após o susto nas urnas, Laucídio promete se emendar na Acrissul para ouvir e atender aos reclamos dos descontentes. Cá entre nós, ditadura anda fora de moda e os impérios idem: ruíram!

ANDRÉ. Enquanto a verticalização não caía, ficou na moita. Com o fim próximo do engessamento, ele volta como estrela da propaganda do PMDB na TV, que hoje chega a todo o interior. As imagens são fortes.

IMPOSTOS. O vereador Saraiva tem 12 empregados na sua empresa; Ribeiro mais de 100. Cada qual com suas dificuldades, mas ambos confessam o empobrecimento cruel por conta do sócio vilão chamado Governo



* Manoel Afonso, responsável pela coluna, é comentarista da TV Record e escreve para dezenas de jornais e sites no Estado

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)