Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/02/2006 10:36

Leia a coluna Amplavisão, por Manoel Afonso

NEPOTISMO. Aplausos ao Desembargador Claudionor, que não fugiu da raia. As liminares concedidas aqui caíram com a decisão do STF. Consangüinidade não é mais sinônimo de competência no Judiciário.

PERGUNTA-SE: O Executivo e o Legislativo vão criar vergonha e seguir o exemplo, cortando na própria carne? Pelo que conheço da gloriosa classe política, é muito dificil. Dependerá mais da pressão da mídia.

OAB-ELEIÇÕES: Chance de ter quatro candidatos: Oton Mello, Fábio Trad, Nery Azambuja e Newley Amarilha. A grande novidade: Houve racha no grupo que está no poder. O pleito será em novembro.

AS COSTURAS: Os dissidentes Wladimir e Escobar apoiam Fábio Trad; Elenice fica com o atual vice Oton; Nery corre em via própria e Newley pertence ao grupo de Carlos Marques. Quem agregar mais, vencerá!

EXCESSO. Feliz com a chegada da energia elétrica a Murtinho, o prefeito Nelson Cintra, comparou Zeca a JK. Ora! Já que o amigo Cintra não assistiu a minisérie, vou
enviar-lhe um exemplar da biografia do ex-presidente.

REGISTRO-1 Falar com o deputado Londres não é fácil. Mais blindado que o Lula.
Quando sai do plenário rumo ao gabinete, passando pelo saguão é uma loucura. Acho
que esse percurso poderia ser mais produtivo.

REGISTRO-2 Claro que os eternos “pedintes” ficam de prontidão para “atacar”, o que incomoda os parlamentares. Mas os jornalistas querem só conversar, colher opiniões e aí acabam prejudicados. É preciso repensar isso.

REGISTRO-3 Notícias enviadas por assessores não bastam à imprensa. São genéricas com textos padrões, já conhecidos. Não há nada que se compare ao papo olho no olho.
E mais: Londres é uma pessoa agradável.

O JORNALISTA tem papel importante: faz o meio de campo entre os políticos e a sociedade, que não tem acesso as fontes de informações. A visão do jornalista sobre esse ou aquele fato pesa muito. E como!

“TAURUS.” O escritor Hermano de Melo, de suaves, mas implacáveis linhas em seus artigos, prestigiando-nos dia 15 último, no “Correio do Estado”, ao falar da probidade na administração pública. Grato professor!

“CAMPINA VERDE”. O Juiz Federal Odilon, não verga. É aroeira! Os comentários de repórteres no saguão da Assembléia sinalizam: muita gente com insônia. Nem o poderoso “Dormonid” tem resolvido.

1-DO LEITOR: ...o que nos interessa a situação do Haiti? Quais laços nos unem a esse país? Porque a insistência do Lula em posar de “imperador de cabeça de formiga? Será não temos problemas graves aqui?

2- DO LEITOR: ... se a reforma do bar do “Aero-Lula” custou mais de R$300 mil, o
ministro Furlan só pode estar de fogo ao dizer que Lula não bebe há mais de 40 dias. É essa gente que se dizia séria?

SERGIO ASSIS. Disse-me confiante na reeleição e tem carta branca para ficar com André. Não nega as dificuldade naturais, mas acha que alguns apoiamentos, inclusive da Igreja Católica serão decisivos na reta final.

EXCESSOS? Muitos achando que a deputada Celina “carregou na tinta” no discurso da abertura dos trabalhos da Assembléia. Fiel escudeira de André, foi direta, não perdeu a chance, como Lacerda nos tempos de JK.

PESSOALMENTE sou contra esses discursos contundentes, pois criam um clima pesado e passa uma imagem ruim as autoridades convidadas. A operação “lava roupa” pode ser feita em outras oportunidades.

LUVAS DE PELICA. A ocasião seria oportuníssima, por exemplo, para se abordar com conhecimento filosófico, as questões que envolvem o poder e a ética dos governantes, sem criar constrangimento.

VALDIR NEVES. Pelo menos desta vez foi boicotado e não falou. Inconformado, reclamou. Acha que perdeu boa chance de repetir sua conhecida pregação anti-PT que faz na tribuna da Assembléia.

DAGOBERTO. Não segurou a onda e declarou que o PDT e o PL acertaram com
André e ponto final.” Já o deputado Luizinho Tenório (PL), bem ao seu estilo mineiro, disse que nada está definido. Sacou?

E AGORA? Ao Campograndenews, o deputado Nelson Trad diz que os antigos aliados de André terão preferência, e que os “arrependidos” terão que entrar atrás da fila. Será que na pratica, esse recado, vai funcionar?

REPETECO. “Companheiro já é companheiro, dispensa afago”. Assim o velho PSD prestigiava adversários em prejuízo a militantes, com o objetivo de agregar. Aliás, Trad viu Pedrossian adotar essa pratica muito tempo.

SÓ AQUI. Depois dos “órfãos do Wilson e do Pedro” , a vez dos órfãos do Zeca. Um deles, o vereador Alex fala em passeata para “sensibilizar” o governador a rever posição. Jogo de cena, para pressionar Lula na liberação de verbas? Zeca sabe: sem mandato, ficaria vulnerável.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)