Cassilândia, Quarta-feira, 29 de Março de 2017

Últimas Notícias

02/06/2006 10:47

Leia a coluna Amplavisão, por Manoel Afonso

Manoel Afonso

ALBERTO CUBEL. Ex-secretário da saúde de Levy Dias, vice prefeito de Marcelo Miranda na capital e deputado estadual. Aos 67 anos, inteiro e feliz, pai de 5 filhos e 2 netos, prepara-se para aposentadoria.

CONVERSAMOS na Assembléia sobre vários assuntos. Ele deixou o consultório para seu filho médico e vai dedicar-se profissionalmente somente à Apae, onde está desde 1984. Gente de bem. Bom exemplo.

A POSTURA de Cubel serve de exemplo aos que estão para cumprir esse ciclo. É preciso discernimento para assimilar, sem traumas e mágoas essa nova etapa da vida. Pena que nem todos conseguem.

MEMÓRIA. Vice prefeito de Canale, Nelson Trad lembrava durante o velório, da lealdade e coragem do ex-senador no episódio de sua prisão na Revolução de 64. Ele foi até ao quartel e desafiou os militares.

EX-DEPUTADO João (Totó) Câmara, (77 anos), ao lado de Juvêncio, ouvia o relato emocionado de Nelson e chegou a vaticinar: se o Filinto não tivesse morrido, o Canale teria sido nosso governador.

IMPRESSÕES. Visitei Canale quando da mini série “JK”. Vi o álbum de casamento, placas, troféus, jornais e fotos de sua vida pública. Fiquei impressionado. Pena: ele não tenha registrado suas memórias.

PÉ NO FREIO. Economia é a palavra de ordem no escritório do senador Delcídio. Até a aprovação de seu nome na convenção, os gastos devem se limitar aos essenciais.
Por enquanto só água e cafezinho.

ANDRÉ. Conta nos dedos os candidatos do PMDB com reais chances. Não passariam de 7. Devido a legislação, alguns ficarão de fora, embora com maior votação do que os concorrentes de outras siglas.

ACONTECEU em 2.002. Humberto Teixeira ( 12.105 votos), Nelito (11.652 votos) e Miron (11.380 votos) perderam lugar para Raul Freixes, (PST) com 10.956 votos e Artuzzi, (PMN) com 6.821 votos.

ZEBRA. Leal de Queiroz, Gabriel Muller, Gastão Muller e Fragelli, os sugeridos por Pedrossian ao presidente Médici para sucedê-lo. Deu Fragelli! Médici chefiou o 4º D.C. local.Tinha relações com a UDN.

IRONIA. Helicóptero, viaturas, militares perfilados e o ministro chegando. Nisso, ouvi o recado no rádio da moto de um policial no local: “ gasolina acabou/ preciso arrumar um litro/impossível chegar/câmbio.”

O APELO do policial, sem combustível para chegar ao evento, é o retrato fiel da falta de aparelhamento. Essa tropa temporária aqui não resolve. O governo é lento e o crime ágil, organizado e eficiente.

DESILUDIDO. Mandato tampão de Secretário de Estado em ano eleitoral é fria. É o caso de Carlinhos Cantor, que veio de Dourados imaginando encontrar um “cavalo puro sangue” e acabou montado num porco.

TUCANOS do Mato Grosso do Sul não foram felizes na produção do último programa eleitoral na televisão. Excesso de imagens da seleção de futebol e falta de mensagens. O vereador Silveira, não gostou.

1-DO LEITOR. “[... Aécio torce contra Alckmin, fazendo a seguinte conta: Em 2.010 terá 50 aos e Serra, o concorrente direto, terá chegado aos 68 e governando São Paulo. Como se vê, os mineiros são terríveis...]”

2-DO LEITOR. “[... Para cumprir a lei, Lula deu 0,1% de aumento ao funcionalismo em 2.005. Um deboche! Mas em ano de eleições, ele vai compensar, de olho no voto dos milhares burocratas federais...]”

E DANÇARAM! O que fazer com as camisetas pagas e estocadas esperando a hora da distribuição? Esse é o drama de muitos candidatos surpreendidos com a nova lei. Como se diz: o apressado come cru.

ARTICULADO. Ademar, futuro presidente da Famasul é do ramo. O diferencial é que ele tem projeto pessoal. Lembrando: em 2.002, sem estrutura e no obscuro PHS, obteve 9.529 votos para a Assembléia. Sacou?

À PROPÓSITO. Pecuarista chupando o dedo, ignorado no pacote de ajuda do Lula ao agro negócio. Sal, arame, diesel, vermífugos, vacinas pela hora da morte e o mercado da carne ladeira abaixo. Como sobreviver?

ENCRUZILHADA. O PL continua onde estava: atento e discutindo com calma qual caminho escolherá. Repetir o feito da última eleição, quando elegeu 3 deputados com apenas 70 mil votos é o desafio.

FUTURO. Optaria pelo PT, com coligação na proporcional. Mas os candidatos petistas não querem concorrência. A coligação com 2 partidos nanicos, oferecida por André, não foi aceita. Londres eleito, mas sem participação na futura mesa? Nem pensar! Neste caso ele poderia ir para o Tribunal de Contas.

DESAFIOS NO TEMA CORRUPÇÃO NÃO SÃO O FORTE DO GOVERNO LULA. (Kennedy Alencar)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 29 de Março de 2017
Terça, 28 de Março de 2017
21:41
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)