Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

10/09/2004 11:03

Leia a coluna Amplavisão, de Manoel Afonso

Manoel Afonso

GEISEL queria ficar de bem com os políticos e permitiu que o legislativo municipal gastasse até 8% da arrecadação. E aí começou o problema: funcionários, assessores às pampas e mais gastos para justificar o uso do dinheiro.

NO INTERIOR do Estado vereadores inovam no critério para elevar os salários: chegam a
incluir a verba de gabinete como parte do salário de R$9 mil do deputado estadual, que é parâmetro como manda a Constituição.

EXEMPLOS: No município com até 50 mil habitantes, casos de Aparecida do Tabuado e Chapadão do Sul, o salário será de 30% do que ganha o deputado estadual, que tem 75% do subsídio do deputado federal – R$12 mil.

APARECIDA do Tabuado fixou o salário dos vereadores em R$3.250,00 e Chapadão em R$3.980,00. Pelo critério citado, o teto salarial das duas câmara seria de apenas R$2.700,00, de bom tamanho por uma sessão semanal.

O LADO moral, aos olhos do sociedade, é mais importante que o aspecto legal. Nossas leis de encomenda beneficiam certos grupos sociais. Sonhador solitário, advogo o princípio da gratuidade da vereança em pequenas cidades.

PERGUNTO: o que será que os candidatos à vereança estreantes pensam disso? Pensam em mudança de conduta ou simplesmente vão aderir aos “usos e costumes” por ser mais cômodo e vantajoso. Boa pergunta!

COMPARAÇÃO-1: Quantos litros diários de leite, entregues ao laticínio, serão necessários para apurar – livre de despesas – R$3 mil? Isso sem contar o trabalho diário, sem férias, mais capital investido na terra e gado.

COMPARAÇÃO-2: Juiz de Direito, Promotor de Justiça e Defensor Público ganham muito? Não! Há proporcionalidade entre a responsabilidade e exclusividade da função com o que ganham, ao contrário do cargo de vereador.

DO LEITOR-1: ...não construiu mais prisões e esvazia as existentes...para o Ministro da Justiça, o que inibe os criminosos não seria a pena e sim a impunidade...boa piada...é ministro com cabeça de advogado criminalista...

A SOCIEDADE é conservadora neste ponto e cética quanto a aplicação de penas. Não aceita o convívio com seqüestradores, assassinos bárbaros e estupradores, por exemplo. Pergunte a um amigo, o que ele pensa disso.

DO LEITOR-2: ...FHC perdoou a dívida da Nicarágua... Lula - do Gabão Moçambique, Bolívia e Cabo Verde...é o protetor dos caloteiros...e o Brasil deve 300 bilhões de dólares ...e o Governo não perdoa as dívidas do povo.


O VELHO hábito: fazer cortesia com chapéu alheio. E pergunto: O Presidente da República teria poderes para tal medida? O Congresso não teria que ser ouvido? A medida não poderia ser questionada por qualquer um na Justiça?

EM AÇÃO. O programa do PT ganha novo fôlego com Delcídio. À vontade na tela, fala com jeito, usa da sutileza mesclada à simplicidade e não agride. Só agora os marqueteiros descobriram o carisma do senador.

SUMIDOS. Na capital os candidatos à vice ocupam pouco espaço na TV. Esperava-se mais de Marisa, mas a estratégia de campanha decidiu poupá-la. A vice de Dagoberto apareceu falando de turismo. E foi só.

RAMEZ. Envolvido na campanha da filha Simone e faz comícios pelo interior prestigiando companheiros. Sua participação na campanha de Nelsinho tem sido evitada. Só participará se Vander subir muito nas pesquisas.

ARTISTAS. Miltinho Viana, Magali Picarelli, Dino Rocha e Alcides Bernal em dificuldades na visita aos bairros da capital. Em cada casa, um tempão para fotos e demonstrações de carinho do pessoal. Sorte deles!

AVISO. As pesquisas idôneas mostram que os nanicos terão vários representantes na Câmara da capital. Figurões de partidos pesados e tradicionais não conseguirão o quociente eleitoral, entre 17 e 18 mil votos. Anotem!

COBIÇADAS. O colégio eleitoral das “Moreninhas” passa dos 40 mil votos e virou alvo dos candidatos à vereança. Nas suas ruas, a política é uma festa diária: som, cabos eleitorais e visitas de candidatos casa por casa.

EXIGENTE. Até onde o cabo eleitoral “dobra” o eleitor? Mas tem eleitor diferenciado, rotulado até de chato, que quer ouvir da boca do candidato o pedido de voto. E aí, afere o potencial e caráter do candidato.

VAZIA. As eleições esvaziaram aquele burburinho gostoso da Assembléia, onde todos se misturam. Corredores e gabinetes às moscas num clima preguiçoso. Até passar as eleições não haverá mudanças. Faz parte do jogo eleitoral.

CUIDADO. A censura – via Lei Eleitoral – impede certas manifestações na mídia. Um absurdo. A gente escuta – enxerga e não divulga o que o eleitor quer saber. As multas – pesadas inibem qualquer jornalista. Quem sabe, um dia...

“OLHE PARA O RELÓGIO: HORA DE ACORDAR!” – (Mário Quintana)


Coluna sob a responsabilidade de Manoel Afonso (TV Record e dezenas e sites e jornais no Estado)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)