Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

09/09/2005 15:05

Leia a Coluna Ampla Visão de Manoel Afonso

Genivaldo NogueiraGenivaldo Nogueira

LIGEIRO. André roubou a cena no desfile de 7 de setembro. Foi paparicado até pelos jovens que protestavam contra a corrupção e deixou os adversários de saia justa. Mas o “stress” branqueou sua cabeleira.

PAULO PEDRA. Falei na Assembléia com o ex-deputado e ex-vereador. Aos 42 anos, disse-me das prioridades atuais: cartório e a família. No final do ano assume a presidência de entidade que congrega cartorários.

PREGO. Filiado no PMN, o ex-petista, e primeiro prefeito do PT no Estado prestigiando Sergio Assis na inauguração do comitê do PSB. Tem projeto político e evita falar das experiências passadas. Amadureceu.

QUESTÕES. O pessoal do PT parece que está admitindo calçar as sandálias da humildade. Só não vale imitar o Tarso Genro, dizendo que o partido cometeu “equívocos”. E vamos ficar livre da arrogância do Zé Dirceu?

CHANCES. Sergio Assis jogou certo indo para o PSB, um partido sem desgastes. E mais: atraiu o apôio dos movimentos de Cursilho e tem o apôio do bispo D. Vitório que até apareceu no programa de TV.

À PROPÓSITO. As religiões estão investindo na política e a Igreja Católica segue no mesmo caminho, não ficando presa só ao PT. Os movimentos de base são núcleos eleitorais de peso. Bastará saber usá-los.

APESAR dos problemas internos, a Igreja Católica é uma entidade confiável para 71% dos brasileiros, segundo o Ibope. Só perde para os médicos, mas ganha de goleada dos políticos, Câmara e Senado. Sacou?

FUTURO. O PSB é da base de apoio ao Planalto, e mesmo com a morte de Arraes deve continuar fiel. Não concorrendo (PSB) à presidência e caso mantida a verticalização, Serginho ficará livre para alianças.

ESQUISITO. No primeiro telefonema (grampeado) de Maluf ao ministro Marcio Tomaz Bastos, o turco tascou: “um abraço de seu amigo Paulo”. No segundo papo, o ministro foi tratado de Excelência. Tá tudo dominado?

GABEIRA: “...é preciso um adjetivo. Tem futuro brilhante? Futuro vegetativo todos nós temos. Mas o PT não tem mais futuro como partido que empolgue o país, galvanizando uma transformação. Perdeu a chance.”

7 DE SETEMBRO. Dólares na cueca, mala preta e bolinha vermelha no nariz dos jovens que protestavam contra o Governo e a corrupção. Muitos deles confessaram ao cronista que haviam votado no PT. E agora?






CHIADEIRA. O pessoal da imprensa do interior reclamando do péssimo tratamento do Governo Estadual. Um amigo do interior reclamou: além de diminuir o valor mensal, continuam não pagando. 2.006 vem aí!

DO LEITOR: “... recomendo aos petistas, o “Sermão do Bom Ladrão”, do Padre Vieira (1657), onde critica o tratamento desigual da justiça aos grandes e influentes e aos parias e pobres, no caso de roubos e delitos.”

CONTRA MÃO? Nova Casa Verde e Itahum vão viver só do FPM? A idéia de emancipação não é uma contradição com a crise que assola os pequenos municípios, que crescem como rabo de cavalo?

ARGUMENTO. Dividir para enfraquecer. Caso de Camapuã e Alcinópolis que ficaram mais pobres com a criação do Figueirão, sem condições de autosustentação. Não é fácil montar uma estrutura administrativa.

A REALIDADE. Nas pequenas cidades não sobra grana para investimentos. Mas os vereadores querem receber em dia, custe o que custar, com o prefeito até virando refém deles. É demagogia gerando pobreza.

EMBATES. Os problemas locais que esperem? A crise nacional continua sendo o prato favorito na Câmara da capital . Às vezes o nível cai, e o presidente Youssif intervém e pede moderação aos debatedores.

PRESTÍGIO. Fui assistir o desfile de 7 de Setembro. Fiquei impressionado com o carinho do público para com os homens do Exercito e Aeronáutica. Não é por acaso que pelo Ibope, 69% confiam nas Forças Armadas.

E...NÃO ROUBOU. O gal Otávio Medeiros, ex- chefe do SNI, o 3º homem poderoso do País, morreu levando vida simples, até comendo de marmita. Não fez o que seus ex- críticos fazem hoje na maior cara dura.

TRES LAGOAS. Com 58 mil eleitores, até agora só dois candidatos locais à Assembleia: Helio Leal (ex-vice prefeito) e Akira. O PT deve apoiar Cemi. Mas Sergio Assis também quer uma fatia desse atraente bolo.

DELCÍDIO. É o cara! Muitos pepinos ou abacaxis para descascar. Viagens, entrevistas, assédio, telefonemas e eleitores pelo caminho. Ele luta contra o relógio para tomar decisões
Cruciais. Pergunto: ele tem cara de petista?

“NEW BRAZIL”. Lula, Zé Dirceu, Marcos Valério, Genoino, Zé Mentor, João Paulo, Marta Suplicy, “ professor” Luizinho, Guschiken, Silvio “Land Roover”, Benedita, Duda e Severino. É mole ou quer mais?

“NÃO GOSTO DE VER MEU VOTO CHORANDO.” (Ex-deputada. Maria C. Tavares)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)