Cassilândia, Sexta-feira, 24 de Março de 2017

Últimas Notícias

24/09/2015 10:05

Lei proíbe a venda de narguilé para menores de 18 anos no Estado

Leonardo Rocha, Campo Grande News

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) sancionou a lei que proíbe a comercialização do cachimbo egípcio, conhecido como “narguilé”, a menores de 18 anos, em Mato Grosso do Sul. Para que realize esta venda os estabelecimentos terão que exigir a apresentação de registro de identidade ou documento com foto. A proposta é do deputado estadual José Carlos Barbosa (PSB).

No local de venda deste produto também terá que ter uma placa de aviso sobre a proibição. Quem descumprir esta medida pode ser multado em até 100 uferms, que significa um valor superior a R$ 2 mil. Se houver reincidência nestes casos, estão a multa pode ser dobrada.

O autor da lei ressaltou que já existia uma lei federal que proibia este comércio a itens de uma forma mais ampla, e que esta especifica a situação do narguilé.

“Segue os mesmos parâmetros da lei sobre venda de bebidas alcoólicas para menores, cabe ao poder público e autoridades policiais fazer esta fiscalização e autuação, esta prática tem um efeito nocivo para saúde, que queremos coibir”, disse o parlamentar.

O deputado ainda citou que estados como São Paulo, Paraná e Piauí já tem esta proibição. “Grande parte dos usuários são adolescentes, estudantes e jovens que não tem conhecimento sobre os reais riscos e prejuízos à saúde, eles inalam a fumaça, sem qualquer filtro, causando vício e danos”, ponderou.

Veto – O governador vetou o projeto de Maurício Picarelli (PMDB), sobre a prestação de informações sobre portadores de doenças graves e crônicas. Na justificativa se explica que a proposta tem vícios de inconstitucionalidade, já que esta não é uma função da Assembleia legislar sobre atribuições de órgãos ou secretarias do poder executivo.

A proposta legislativa tem a intenção de impor aos órgãos públicos de assistência social e àqueles responsáveis pela concessão de afastamento do servidor, por motivo de doenças graves ou crônicas, ou incapacidade temporária, a obrigação de orientá-lo, por escrito, acerca dos direitos decorrentes de sua enfermidade.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 24 de Março de 2017
Quinta, 23 de Março de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 22 de Março de 2017
21:53
Cassilândia
20:41
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)