Cassilândia, Sábado, 18 de Agosto de 2018

Últimas Notícias

17/04/2018 14:00

Lei agora permite uso de remédios veterinários contra leishmaniose

Donos de cães contaminados com o protozoário já conseguiam fazer o tratamento por força de decisão judicial

Campo Grande News

O uso de remédios veterinários para tratamento de animais com leishmaniose agora é lei. Publicada na edição desta terça-feira (17) do Diário Oficial de Campo Grande, uma norma alterou o Código Sanitário Municipal autorizando o uso de substâncias que agem contra o protozoário, desde que sejam aprovadas pelos órgãos de vigilância federais.

Antigamente isso não era permitido e os mascotes eram recolhidos pelo CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) para eutanásia.

Depois de muita polêmica envolvendo o assunto, uma decisão judicial amparou o tratamento a partir da aprovação, pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), do Milteforan, exclusivo para uso veterinário. A lei continua proibindo a aplicação de remédios de uso humano em animais.

O órgão esclareceu, em nota técnica que o tratamento de cães com leishmaniose não se configura como uma medida de saúde pública para controle da doença e, portanto, trata-se única e exclusivamente de uma escolha do proprietário do animal, de caráter individual.

Símbolo – Campo Grande teve um caso emblemático envolvendo o tratamento contra leishmaniose canina. O vira-lata Scooby, que havia sido recolhido depois de sofrer maus-tratos, foi diagnosticado com leishmaniose e a prefeitura travou uma batalha para sacrificá-lo na época.

Ele chegou a ser recolhido, mas graças a uma decisão judicial, foi entregue à então presidente do CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária) Sibele Cação, que teve o mandato cassado por defender o tratamento dos animais contaminados pelo protozoário ao invés da eutanásia.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 18 de Agosto de 2018
09:00
Santo do dia
Sexta, 17 de Agosto de 2018
09:00
Santo do dia
08:20
Cassilândia
Quinta, 16 de Agosto de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)