Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

13/10/2005 08:20

Legista pode ter cometido suicídio, crê Polícia Civil

Humberto Marques/Campo Grande News

A Polícia Civil do Estado de São Paulo não descarta que o legista Carlos Delmonte Printes, encontrado morto ontem em seu escritório, tenha cometido suicídio. Printes foi o responsável pela autópsia do ex-prefeito de Santo André/SP, Celso Daniel, e o principal defensor à época de que o petista foi torturado antes de ser assassinado. Contudo, a hipótese inicial das autoridades policiais é de que o perito tenha morrido de causas “naturais”. O suicídio foi cogitado pelo fato de que o médico deixou com um de seus filhos uma carta, manuscrita por ele, que deixa orientações caso ele viesse a falecer – solicitando que o corpo fosse cremado e não passasse por necropsia. Esse último pedido não será respeitado pela polícia, que necessita dos exames para confirmar a causa da morte.

O corpo do legista foi encontrado no fim da tarde de ontem por um de seus filhos, caído no chão, de cuecas, e sem apresentar sinais de violência. O escritório não apresentava indícios de luta ou arrombamento. Parentes confirmaram que, nos últimos dias, ele apresentava sinais de depressão por conta da morte de outro filho, em acidente de trânsito, e da doença que vitimou outro. Printes, há pouco tempo, sofria de uma doença no coração (que começou com uma gripe, evoluída para pneumonia e, finalmente, inflamação do miocárdio), citada como possível causa da morte.

Printes foi a sétima pessoa a morrer, dentre os envolvidos nas investigações sobre a morte do ex-prefeito Celso Daniel. As investigações foram recentemente retomadas, devido a insistência de familiares – que não acreditam no resultado do primeiro inquérito, que considerou a morte um “crime comum”. Tanto parentes como o perito defendiam a tese de execução sumária, porque o ex-prefeito teria descoberto o esquema de corrupção na prefeitura. Os argumentos de tortura, apresentados por Printes, foram contestados pelo IML (Instituto Médico Legal). Com reportagem do Portal Terra.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)