Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

02/11/2005 07:18

Laudo sobre febre aftosa no Paraná não é conclusivo

Lúcia Nórcio/ABr

O primeiro resultado dos exames com materiais de animais do Paraná suspeitos de terem febre aftosa indicaram em alguns deles reação positiva. O governo estadual afirma que o laudo, porém, não é conclusivo porque outros animais não apresentaram reação. O estado permanece suspeito de possuir focos da doença.

O secretário estadual de Agricultura, Orlando Pessuti, afirma que, mesmo nos casos em que os testes apresentaram resultados positivos, não está confirmada a doença porque os animais podem ter reagido à vacina. "Os resultados até agora produzidos são de apenas suspeita de febre aftosa no Paraná".

O laudo é do Laboratório Nacional de Agricultura, de Belém, e foi emitido no dia 27 de outubro. O exame do material de um animal morto, da região de Maringá, é que vai determinar se há foco da doença no estado. Segundo o secretário, o material foi enviado anteontem (31) e o resultado deverá ficar pronto no final da semana. Pessuti afirmou ainda que o resultado preliminar não autoriza a liberação de propriedades interditadas e nem o trânsito de animais.

Começou ontem oficialmente a segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa. A meta é vacinar todo o rebanho bovino e bubalino do estado, estimado em 10,5 milhões de cabeças.

O secretário alerta aos proprietários de fazendas de quatro municípios de Amaporã, Loanda, Maringá, e Grandes Rios - regiões onde há suspeita de focos de aftosa - para que não vacinem seus animais. Ele explica que, se for comprovada a febre aftosa, será necessário realizar uma limpeza sanitária e os exames em animais vacinados poderão produzir resultados falsos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)