Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/04/2013 09:39

Laço comprido: o esporte que é uma festa e sacode 35 municípios em MS

Gabriel Neris, Campo Grande News

Mais do que um entretenimento, as provas de Laço Comprido podem se tornar esporte. Esta é a briga da Federação de Laço de Mato Grosso do Sul, baseada no recheado calendário ao longo do ano e o número de participantes para cada evento. Só no Estado, cerca de 170 mil pessoas participam do evento durante o ano.

De acordo com a federação, atualmente são 35 festas envolvendo mais de 50 municípios. “O calendário une a família com provas de laço. Participam pai e filho, avô e neto, dupla de irmãos”, comenta Nilson Ricartes, presidente da ACQM (Associação Campo-grandense de Criadores de Cavalo Quarto de Milha). De 100 mil a 170 mil pessoas participam dos 35 eventos ao longo do ano.

Devido ao grande número de participantes, os municípios são divididos por grupos. O grupo A conta com Caracol, Sidrolândia, Bela Vista, Bonito, Miranda, Maracaju, Aquidauana, Antônio João, Guia Lopes da Laguna, Bela Vista, Miranda e Porto Murtinho.

Conforme Ricartes, cada festa reúne cerca de 120 equipes. O número de laçadores varia de 600 a mil participantes por etapa. O público também é considerado, ficando entre 3 mil a 5 mil pessoas. “Antigamente eu andava no interior e via os campos de futebol. Hoje vejo pista de laço comprido. O esporte top de Mato Grosso do Sul é o laço comprido”, exalta.

Campo Grande está no grupo B da federação ao lado de Costa Rica, Bandeirantes, Camapuã, São Gabriel do Oeste, Figueirão, Anhanduí, Nova Alvorada do Sul, Jaraguari, Ribas do Rio Pardo, Rio Verde de Mato Grosso, Coxim e Corguinho.

Cada peão paga uma taxa de inscrição no valor de R$ 90,00. Pelo menos 10% do pagamento são destinados para o seguro contra acidentes. A paixão pela modalidade é tanta, que os laçadores participam sabendo que a premiação será somente simbólica. “As pessoas vão porque gostam do esporte”.

A doação do governador André Puccinelli (PMDB) a Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) e ao Clube de Laço veio a calhar. São mais de 30 hectares na saída para Três Lagoas.

“Com este espaço maior, esperamos que 15 ou 20 dias estaremos com o maquinário para a terraplanagem”, ressalta o presidente da Federação de Laço de Mato Grosso do Sul, Élvio Garcia.

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)