Cassilândia, Quarta-feira, 01 de Março de 2017

Últimas Notícias

20/04/2013 09:39

Laço comprido: o esporte que é uma festa e sacode 35 municípios em MS

Gabriel Neris, Campo Grande News

Mais do que um entretenimento, as provas de Laço Comprido podem se tornar esporte. Esta é a briga da Federação de Laço de Mato Grosso do Sul, baseada no recheado calendário ao longo do ano e o número de participantes para cada evento. Só no Estado, cerca de 170 mil pessoas participam do evento durante o ano.

De acordo com a federação, atualmente são 35 festas envolvendo mais de 50 municípios. “O calendário une a família com provas de laço. Participam pai e filho, avô e neto, dupla de irmãos”, comenta Nilson Ricartes, presidente da ACQM (Associação Campo-grandense de Criadores de Cavalo Quarto de Milha). De 100 mil a 170 mil pessoas participam dos 35 eventos ao longo do ano.

Devido ao grande número de participantes, os municípios são divididos por grupos. O grupo A conta com Caracol, Sidrolândia, Bela Vista, Bonito, Miranda, Maracaju, Aquidauana, Antônio João, Guia Lopes da Laguna, Bela Vista, Miranda e Porto Murtinho.

Conforme Ricartes, cada festa reúne cerca de 120 equipes. O número de laçadores varia de 600 a mil participantes por etapa. O público também é considerado, ficando entre 3 mil a 5 mil pessoas. “Antigamente eu andava no interior e via os campos de futebol. Hoje vejo pista de laço comprido. O esporte top de Mato Grosso do Sul é o laço comprido”, exalta.

Campo Grande está no grupo B da federação ao lado de Costa Rica, Bandeirantes, Camapuã, São Gabriel do Oeste, Figueirão, Anhanduí, Nova Alvorada do Sul, Jaraguari, Ribas do Rio Pardo, Rio Verde de Mato Grosso, Coxim e Corguinho.

Cada peão paga uma taxa de inscrição no valor de R$ 90,00. Pelo menos 10% do pagamento são destinados para o seguro contra acidentes. A paixão pela modalidade é tanta, que os laçadores participam sabendo que a premiação será somente simbólica. “As pessoas vão porque gostam do esporte”.

A doação do governador André Puccinelli (PMDB) a Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) e ao Clube de Laço veio a calhar. São mais de 30 hectares na saída para Três Lagoas.

“Com este espaço maior, esperamos que 15 ou 20 dias estaremos com o maquinário para a terraplanagem”, ressalta o presidente da Federação de Laço de Mato Grosso do Sul, Élvio Garcia.

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 01 de Março de 2017
Terça, 28 de Fevereiro de 2017
Segunda, 27 de Fevereiro de 2017
Domingo, 26 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)