Cassilândia, Sábado, 20 de Julho de 2019

Últimas Notícias

08/09/2011 08:53

Khadafi desafia oposição em entrevista a uma rede de TV

Renata Giraldi*, Agência Brasil

Brasília – Em local incerto desde que a oposição dominou a capital líbia, Trípoli, há quase duas semanas, o presidente Muammar Khadafi concedeu entrevista, nessa quarta-feira (7), por telefone, à TV Arrai, da Síria. Ele negou ter fugido para o Níger e classificou as informações sobre essa possibilidade de \"guerra psicológica\".

O governo de Burkina Faso, que faz fronteira com o Níger, negou relatos de que teria oferecido asilo a Khadafi. As notícias sobre a eventual fuga de Khadafi para o Níger surgiram após a divulgação de informações sobre um comboio, com 200 a 250 carros blindados, pertencentes à equipe de Khadafi, que passou pela fronteira entre os dois países - o Níger é ex-colônia francesa e um dos países mais pobres do mundo.

“Tudo o que resta é a guerra psicológica e as mentiras. Disseram ter visto recentemente Khadafi em um veículo rumo ao Níger”, disse o presidente na entrevista. “Quantos veículos de traficantes de bens e pessoas entram no deserto todos os dias para o Sudão, o Chade, Mali e a Argélia?”, perguntou ele. “Eles querem enfraquecer o nosso moral, não se preocupem com esse inimigo fraco e vil”.

Na entrevista à emissora síria, Khadafi indicou que vai resistir à pressão interna e externa e que não entregará o poder. \"Os jovens estão agora prontos para aumentar a resistência contra os \'ratos\' em Trípoli e acabar com os mercenários\", disse ele.

Ontem, o ministro das Relações Exteriores do Níger, Mohamed Bazoum, admitiu que um grupo – de aproximadamente 20 pessoas – entrou na capital do Níger, Niamei. Segundo ele, os homens ligados a Khadafi estão \"sob controle\" do governo local e serão tratados de acordo com leis internacionais de refúgio. Também terão a liberdade de ir embora se quiserem.

A mulher de Khadafi e três filhos dele deixaram a Líbia e pediram abrigo na Argélia. Dois dias depois da chegada da família à Argélia, Aisha, filha de Khadafi, deu à luz o quarto filho – uma menina. O governo da Argélia informou ter recebido a família por “razões humanitárias”.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa, e a BBC Brasil//Edição: Graça Adjuto

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 20 de Julho de 2019
Sexta, 19 de Julho de 2019
10:00
Receita do Dia
09:00
Santo do Dia
Quinta, 18 de Julho de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)