Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

27/09/2013 15:37

Justiça manda universidade pagar R$ 15 mil a aluna proibida de colar grau

Campo Grande News

O TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) condenou a Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) a pagar indenização de R$ 15 mil a uma aluna que foi impedida de colar grau. O caso foi julgado, por unanimidade, pela 4ª Vara Cível do Tribunal, que negou provimento à ação feita pela instituição.

Conforme a assessoria do Judiciário, Geizebel Vieira de Souza cursou licenciatura em Pedagogia na modalidade ensino à distância. Ela contou que teve uma crise no polo educacional em que estudava, como falta de material didático e atraso no lançamento das notas no sistema.

Ela contou que a Ulbra falhou na entrega da justificativa para o não comparecimento ao Enade (o provão do ensino superior), como consequência foi impedida de participar da cerimônia de colação de grau. Conforme Geizebel, ela foi informada do ocorrido na véspera da cerimônia, o que lhe causou humilhações e constrangimentos porque já havia convidado amigos e familiares para a formatura.

O relator do processo, desembargador Claudionor Miguel Abss Duarte, ressaltou que “são inegáveis os transtornos causados à recorrida, diante de toda a situação narrada nos autos, com as várias tentativas frustradas de ver resolvido o problema, com a impossibilidade de colar grau em razão de inércia da requerida”.

Duarte ainda frisou que a acadêmica buscou, de forma incessante, solucionar o problema, mas só conseguiu a solução após ingressar com ação na Justiça.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)