Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

21/10/2005 15:13

Justiça manda suspender abate de gado suspeito de aftosa

João Prestes / Campo Grande News

A Justiça sul-mato-grossense concedeu liminar a Lenice Magalhães Meda Turtinho, proprietária da fazenda Jangada, ordenando a suspensão do abate de animais em uma fazenda de Eldorado que possui cabeças de gado contaminadas pela febre aftosa. A decisão é da da Vara Única de Justiça de Eldorado e impede temporariamente o abate de quase 4 mil animais, de fazendas em que foi detectado o foco da aftosa.

O juiz acatou a alegação do advogado da requerente e entendeu que antes de abater os animais, a Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) deverá verificar a existência da doença nos animais, comprovar a necessidade do sacrifício e indenizar previamente a proprietária. A pecuarista alegou que boa parte do rebanho está livre da doença; os animais sadios estariam separados dos animais doentes, não justificando o sacrifício de todos.

Se o governo descumprir a determinação, terá de pagar multa no dobro do valor dos animais abatidos. O Ministério da Agricultura recomenda o abate dos animais de fazendas onde há febre aftosa porque a doença se dissemina rapidamente entre o gado. Essa seria, segundo o governo, a única forma de evitar que mais cabeças sejam contaminadas, aumentando ainda mais os prejuízos.

Ao menos 320 cabeças de gado foram sacrificadas na fazenda Jangada antes mesmo da confirmação do vírus. A propriedade está próxima da fazenda Vezozzo, também em Eldorado, onde foi encontrado o primeiro foco da doença. Já há a decisão de sacrificar mais de 5.000 bois; sete municípios do sul do Estado estão isolados como forma de conter o avanço da aftosa.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)