Cassilândia, Quarta-feira, 01 de Abril de 2020

Últimas Notícias

23/03/2020 19:25

Justiça libera quase 1,3 mil presos para quarentena domiciliar

Maressa Mendonça e Marta Ferreira, Campo Grande News

 

A Justiça em Mato Grosso do Sul vai liberar 1.248 detentos para cumprirem quarentena domiciliar no Estado. Deste total, 148 só em Campo Grande. Eles serão monitorados por meio de tornozeleiras eletrônicas e não poderão sair das residências. A liberação ocorreu mediante alguns parâmetros.Pessoas que cumprem penas por crimes graves como homicídio, latrocínio e estupro, por exemplo, não serão liberadas.

Conforme as informações da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário, até o momento foram liberados, dos regimes aberto e semiaberto, 148 presos em Campo Grande; 65 em Aquidauana; 55 em Amambai ; 251 em Dourados; 143 em Naviraí; 68 em Paranaíba; 337 em Ponta Porã e outros 231 em Três Lagoas.

O sistema carcerário em Mato Grosso do Sul conta com 20 mil presos. Na capital, são em média 5 mil só no regime fechado.

Os números incluem mulheres que cumprem pena nos estabelecimentos penais femininos no Estado e o prazo para quarentena varia entre 30 e 90 dias, conforme o caso e o estado de saúde dos detentos. Por enquanto, foram liberados para quarentena os presos em regime aberto e semiaberto, mas os do regime fechado também poderão ir temporariamente para casa.

Parâmetros - O juiz Mario Esbalqueiro, da 1ª Vara de Execução Penal em Campo Grande explicou que serão colocados em quarentena domiciliar os presos que já apresentam graves problemas de saúde, como AIDS e tuberculose, para proteger não só a eles, mas policiais e agentes que mantém contato direto com os detentos. Seria um risco sério, completo, de levar à doença às famílias dessas pessoa e, por consequência, à comunidade.

Segundo ele, foi aberto um procedimento padrão para avaliar a condição de cada detento. Dentre os critérios avaliados estão: idade, problemas de saúde, histórico nas unidades penais e os crimes cometidos. Presos preventivamente ou cujos processos não são daqui terão a situação avaliada por outros juízes. "Eles vão para casa, mas não podem sair de casa. Se romper a tornozeleira ou sair, voltam para o presídio", enfatiza.

A liberação dos presos para a quarentena domiciliar segue o entendimento do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), conforme explica o magistrado. “Tanto esses presos com doenças graves correm mais risco, como se houver contaminação interna no presídio o risco para os policiais e agentes penitenciários é muito maior”.

Outra observação feita pelo juiz é a de que em caso de contaminação dentro dos presídios a população carcerária vai demandar mais médicos e remédios, sobrecarregando ainda mais o sistema de saúde

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 01 de Abril de 2020
Terça, 31 de Março de 2020
22:43
Chapadão do Sul
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)