Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/10/2006 08:14

Justiça impede mãe que deu filha à adoção de visitá-la

A 3ª Câmara de Direito Civil do TJ-SC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina) suspendeu nesta semana, por unanimidade, a liminar que concedia direito de visita à uma mãe que deu sua filha para adoção. O processo continuará em trâmite na primeira instância, porém a mãe não poderá mais ver a filha.

Segundo a assessoria de imprensa do TJ-SC, a mãe biológica havia conseguido na Justiça o direito de visitar sua filha, que se encontra sob a guarda de um casal que pretende adotá-la. A criança está com o casal desde setembro de 2005, quando a mãe abriu mão do pátrio poder e entregou-a ao casal.

Foi o próprio casal quem pediu a suspensão das visitas, sob a alegação de que os encontros podem causar lesão grave de difícil reparação ao desenvolvimento psicológico da menor.

Além disso, os candidatos à adoção alegam que estudos realizados por assistentes sociais demonstraram que a família biológica da criança não possui condições financeiras, moral e psicológica de criá-la.

Os desembargadores aceitaram o pedido e suspenderam as visitas. "A destituição do poder familiar não se estabelece pela má situação financeira da família, mas, sim, pela desconsideração com as condições mínimas necessárias ao desenvolvimento adequado da prole, seja afetiva, psicológica, moral, educacional ou material", concluíram os magistrados.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)