Cassilândia, Terça-feira, 27 de Junho de 2017

Últimas Notícias

21/03/2012 14:52

Justiça Federal condena 12 em Ponta Porã por tráfico internacional de drogas

Alex Rodrigues, Agência Brasil

Brasília - A Justiça Federal em Ponta Porã (MS) condenou 12 das 14 pessoas denunciadas pelo Ministério Público Federal (MPF) por tráfico internacional de drogas. As penas variam de cinco a 32 anos de prisão, conforme a participação de cada um no esquema criminoso.

Três integrantes da quadrilha de traficantes continuam foragidos. Um deles é a paraguaia Eva Arevalos Jara, apontada como uma das líderes do bando, ao lado do marido dela, o também paraguaio Silverio Vargas. Segundo o MPF, Eva e Vargas controlavam a cadeia de produção e comercialização de maconha, desde o plantio no Paraguai até o armazenamento, a venda e a entrega no território brasileiro.

Eva foi condenada à revelia a 32 anos de prisão e ao pagamento de uma multa de cerca de R$ 75 mil. Silvério foi condenado a 24 anos de prisão e multa de cerca de R$ 58 mil. Entre os condenados há também um policial militar, Flávio da Silva. Além de perder o cargo público, Silva será punido com cinco anos e dez meses de prisão por facilitar o transporte de entorpecentes. Os dois homens denunciados que continuam foragidos e que não tiveram as identidades reveladas, ainda serão julgados.

De acordo com o MPF, a maconha era negociada e transportada da cidade paraguaia de Capitán Bado para os municípios sul-mato-grossenses Coronel Sapucaia e Amambai. Neste último, a droga era distribuída para o estado de São Paulo.

A organização foi desarticulada após Eva denunciar o próprio marido à polícia. Segundo o MPF, a paraguaia planejava liderar sozinha o tráfico de drogas na região. Após a denúncia, a Polícia Federal (PF) conseguiu impedir três remessas de maconha, uma em abril e duas em junho de 2009. Mais de uma tonelada de maconha da quadrilha foi apreendida nas três operações.

Edição: Vinicius Doria

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 27 de Junho de 2017
Segunda, 26 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)