Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

21/03/2012 14:52

Justiça Federal condena 12 em Ponta Porã por tráfico internacional de drogas

Alex Rodrigues, Agência Brasil

Brasília - A Justiça Federal em Ponta Porã (MS) condenou 12 das 14 pessoas denunciadas pelo Ministério Público Federal (MPF) por tráfico internacional de drogas. As penas variam de cinco a 32 anos de prisão, conforme a participação de cada um no esquema criminoso.

Três integrantes da quadrilha de traficantes continuam foragidos. Um deles é a paraguaia Eva Arevalos Jara, apontada como uma das líderes do bando, ao lado do marido dela, o também paraguaio Silverio Vargas. Segundo o MPF, Eva e Vargas controlavam a cadeia de produção e comercialização de maconha, desde o plantio no Paraguai até o armazenamento, a venda e a entrega no território brasileiro.

Eva foi condenada à revelia a 32 anos de prisão e ao pagamento de uma multa de cerca de R$ 75 mil. Silvério foi condenado a 24 anos de prisão e multa de cerca de R$ 58 mil. Entre os condenados há também um policial militar, Flávio da Silva. Além de perder o cargo público, Silva será punido com cinco anos e dez meses de prisão por facilitar o transporte de entorpecentes. Os dois homens denunciados que continuam foragidos e que não tiveram as identidades reveladas, ainda serão julgados.

De acordo com o MPF, a maconha era negociada e transportada da cidade paraguaia de Capitán Bado para os municípios sul-mato-grossenses Coronel Sapucaia e Amambai. Neste último, a droga era distribuída para o estado de São Paulo.

A organização foi desarticulada após Eva denunciar o próprio marido à polícia. Segundo o MPF, a paraguaia planejava liderar sozinha o tráfico de drogas na região. Após a denúncia, a Polícia Federal (PF) conseguiu impedir três remessas de maconha, uma em abril e duas em junho de 2009. Mais de uma tonelada de maconha da quadrilha foi apreendida nas três operações.

Edição: Vinicius Doria

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)