Cassilândia, Segunda-feira, 27 de Maio de 2019

Últimas Notícias

12/04/2019 06:40

Justiça determina que Claro pare de cobrar por serviços não pedidos

Correio do Estado

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul obteve vitória na Justiça que a Claro pare de efetuar desconto de créditos (celular pré-pago) ou cobrança em fatura de conta telefônica (celular pós-pago) por serviços de valores adicionados que não tenham sido solicitados nem contratados pelo consumidor.

A vitória foi obtida após o MPE mover Ação Coletiva de Consumo buscando não só o fim do desconto de créditos ou cobrança de importâncias, mas também o reembolso de valores que tenham sido pagos indevidamente.

Devido ao fato de o juízo da 1ª Vara de Direito Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande ter indeferido pedido de tutela provisória de urgência, foi interposto recurso de agravo de instrumento e a 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado deu provimento ao reclamo, impondo à empresa obrigação de cessar com sua conduta contrária ao direito, sob pena de incidência de multa fixada em R$ 300 para cada evento de descumprimento da decisão judicial, com destinação dos valores ao Fundo Estadual de Defesa dos Direitos do Consumidor.

O Ministério Público Estadual instaurou Procedimento Administrativo para fiscalizar o cumprimento da medida judicial por parte da Claro e, junto à 43ª Promotoria de Justiça de Campo Grande ou à Ouvidoria do Ministério Público, podem ser apresentadas notícias e reclamações de eventual descumprimento da obrigação imposta para que as providências pertinentes sejam adotadas.

"Importante se faz a participação dos consumidores em comunicar ao MP os casos de não observância da decisão judicial, que se limita à empresa Claro S.A.", diz texto divulgado pela assessoria da Promotoria

A Ação Coletiva de Consumo segue seu trâmite normal e novas irregularidades encontradas serão consideradas para ampliação do valor da multa.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 27 de Maio de 2019
Domingo, 26 de Maio de 2019
10:00
Receita do Dia
Sábado, 25 de Maio de 2019
11:34
Cassilândia
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)